Ministério de Minas e Energia “maior detalhamento” sobre rompimento da barragem

20:07:00

Foto: Carolina Ricardi

O Ministério de Minas e Energia (MME) informou hoje (25), por meio de nota, que aguarda “maior detalhamento” sobre o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, para tomar as competências necessárias no âmbito da pasta.

De acordo com a nota, os dirigentes do MME “estão reunidos e em contato permanente com as autoridades locais e com o governo de Minas Gerais para obter maior detalhamento do ocorrido e tomar as providências necessárias no âmbito da competência do Ministério”.

A nota diz ainda que “tão logo tomou conhecimento do acidente na barragem na Mina de Feijão, em Minas Gerais, por volta das 13 horas de hoje (25), imediatamente acionou suas áreas técnicas da Agência Nacional de Mineração (ANM) e Serviço Geológico do Brasil (CPRM) para o acompanhamento da situação e levantamento de informações técnicas urgentes”, diz a nota.

Na tarde desta sexta-feira, o após o rompimento de uma barragem da Mina Feijão, o presidente Jair Bolsonaro determinou a ida dos ministros do Meio Ambiente (Ricardo Salles), Desenvolvimento Regional (Gustavo Canuto) e Minas e Energia (Bento Albuquerque), além do Secretário Nacional de Defesa Civil (Alexandre Lucas) para a região.

Em uma rede social, Bolsonaro disse lamentar o ocorrido e que “todas as providências cabíveis estão sendo tomadas” e que a maior preocupação do governo é “atender eventuais vítimas desta grave tragédia”.

Os bombeiros estimam que cerca de 200 pessoas estão desparecidas. Situada em Brumadinho (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, a Mina Feijão pertencente à Vale.

Ainda não há informações sobre vítimas. Mas a a mineradora Vale do Rio Doce divulgou nova nota, admitindo a possibilidade de vítimas no episódio. “Havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas”. Até o momento, nenhum órgão público confirmou mortes no local.

De acordo com a empresa, as primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. A Vale informou que acionou o Corpo de Bombeiros e ativou o seu Plano de Atendimento a Emergências para Barragens.

Agência Brasil / BG

Leia Também...

0 comentários