Acusados de tramar e matar cabo da PM começam a ser julgados nesta terça-feira em Caicó

20:58:00

Réus serão julgados nesta terça-feira, no Fórum Amaro Cavalcante, em Caicó

Por Sidney Silva - Nesta terça-feira (27), a partir das 09hs, acontece no Salão do Júri “Siloé Capuxú”, no Fórum Amaro Cavalcante, em Caicó, o julgamento popular de três réus, que foram denunciados pela trama e morte do cabo da Polícia Militar, Ednaldo Alves da Costa Rangel. O crime aconteceu na manhã do dia 19 de abril de 2016. Os réus, são: a então esposa do policial, Rita de Cássia Alves Rangel, que segundo a polícia tramou o crime; seu filho, Thiago Conforte, que não tinha um bom relacionamento com o padastro (ele deu apoio logístico, inclusive, pilotava a moto com o atirador) e Valdinez Fernandes dos Santos , que matou o cabo Rangel com disparos de arma de fogo.

Pelo menos inicialmente, a expectativa é que o júri dure cerca de dois dias, por causa da quantidade de testemunhas arroladas para serem ouvidas. No processo constam 32 pessoas. Esse número pode reduzir.

Outro número interessante desse julgamento, é a quantidade de advogados que estão habilitados para atuar. Só na assistência do Ministério Público, são 4, sendo eles, Maykol Robson de Morais, Isadora Medeiros de Araújo Costa, Anesiano Ramos de Oliveira e Katia Maria Lobo Nunes.

Os réus constituíram seus defensores e, também, em quantidade significativa. Se não, vejamos: Rita de Cássia é defendida por José Bartolomeu de Medeiros Linhares; Thiago Conforte é defendido por William David Ferreira e FRANCISCO DAS CHAGAS MEDEIROS; Por fim, o réu, Valdinez Santos, é defendido por Rivaldo Dantas de Farias (mas, este, está preso e não poderá atuar), Vivênio Villeneuve Moura Jácome e Wallacy Rocha Barreto.

Leia Também...

0 comentários