Anitta defende Ludmilla contra racismo em prêmio: ‘Isso é crime e abominável’

18:54:00


Anitta repudiou o crime de racismo cometido contra Ludmilla no Prêmio Multishow 2019. Em vídeo, é possível ver alguém chamado a cantora de ‘macaca’ ao conquistar o prêmio de ‘Cantora do Ano’ no evento. ‘Inaceitável que alguém possa se achar no direito de chamar um negro de macaco ou tentar reduzi-lo como um ser humano inferior’, disparou a poderosa no Twitter
Anitta deixou as diferenças de lado e saiu em defesa de Ludmilla nas redes sociais. Vencedora da categoria de Melhor Cantora no Prêmio Multishow 2019, a funkeira foi surpreendida com vídeo em que é chamada de “macaca” por alguém da platéia ao pegar seu troféu no palco e lamentou o preconceito em seu Instagram.
“Eu só queria deixar bem claro para vocês, racistas, que além da Justiça ser lenta, aqui as pessoas que praticam racismo comigo ainda não terem sido punidas, isso não significa que a cobrança nunca vai chegar ou que ela está longe disso. Ainda bem que eu tenho meu Deus e uma família que não me deixa desmoronar diante dos racistas. A cobrança de vocês uma hora vai chegar”, declarou ela, que deixou Bruna Marquezine emocionada com seu discurso de vitória.

Anitta repudia racismo contra Ludmilla: ‘abominável’

Afastada de Ludmilla por polêmica envolvendo a autoria da música “Onda Diferente”, Anitta se pronunciou em seu Twitter e repudiou racismo contra a artista. “Inaceitável que alguém possa se achar no direito de chamar um negro de macaco ou tentar reduzi-lo como um ser humano inferior. Melhorem. Isso é crime e absolutamente abominável. Inacreditável uma pessoa receber visibilidade pública em TV aberta para dizer que alguém deveria tomar um remédio e dormir para sempre. As pessoas precisam urgente de senso e de responsabilidade”, criticou a poderosa.

Leia Também...

0 comentários