Patentes baixas pedem mudanças na reestruturação da carreira militar

22:44:00

  O debate na CRE ouviu representantes de sargentos, cabos e soldados. A reunião foi presidida pelo   senador Nelsinho Trad (presidente da comissão, segundo da direita para a esquerda)

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Um projeto de reestruturação da carreira para beneficiar as cúpulas da família militar, negligenciando as patentes mais baixas. Foi assim que representantes de associações destas categorias definiram o PL 1.645/2019 na audiência da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) que debateu a proposta nesta terça-feira (26). 

As associações pedem mudanças na reestruturação da carreira e tiveram o apoio dos senadores Major Olímpio (PSL-SP) e Izalci Lucas (PSDB-DF). Izalci, que é vice-líder do governo, disse que fará gestões junto ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para atender os pleitos das baixas patentes (sargentos, cabos e soldados, principalmente).

— Nas discussões sobre a reforma da Previdência (Emenda Constitucional 103, de 2019) e na PEC Paralela (PEC 133/2019), fizemos diversos acordos alterando o texto. Votamos destaques com impactos fiscais na casa das dezenas de bilhões de reais. Fui deputado junto com o presidente Bolsonaro e o discurso dele na época era bem diferente. Que haja um compromisso do governo de atender os pleitos justos, nem que seja por medida provisória. Este projeto de reestruturação tem pontos claramente injustos. Que ele seja aprovado como o governo quer, mas que haja um compromisso em enviar, depois, um novo projeto corrigindo as distorções — solicitou Izalci.

Fonte: Agência Senado


Leia Também...

0 comentários