domingo, 17 de março de 2019


Tentativa de homicídio no Rio Seridó em Caicó

Por volta 17:00 horas deste domingo (17), foi registrado uma tentativa de homicídio em uma bebedeira no Rio Seridó, ao lado do Completo Turístico Ilha de Sant'Ana em Caicó.

João Paulo Morais de Araújo, 39 anos, foi atingida por golpes de pedra na cabeça, sendo socorrido para o Hospital Regional de Caicó por uma equipe do serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU).

A vítima sofreu um profundo corte na cabeça, foi atendido na urgência do regional e ficou em observação médica. O acusado do fato é um indivíduo até o momento não indentificado.

Em cinco anos, BNB aplicou R$ 10 bi no RN; meta para 2019 é financiar R$ 2,5 bi


Ao participar do Encontro Empresarial com diretores, superintendentes e gerentes do Banco do Nordeste, o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo destacou que os números das operações financeiras da instituição confirmam o potencial de desenvolvimento do Rio Grande do Norte.

Nos últimos cinco anos, o BNB aplicou R$ 10 bilhões na economia do Estado, entre crédito para microempreendedores, para empresas urbanas e agropecuárias e para infraestrutura em energia renovável. “A FIERN, como as demais entidades que representam os setores produtivos do Estado, confiam e apostam no potencial de crescimento RN”, afirmou.

Amaro Sales destacou que os empresários diariamente se empenham para que suas atividades apresentem os melhores resultados. “São verdadeiros heróis da resistência”, comentou. Ele lembrou que mesmo com a dedicação dos dirigentes e funcionários do Banco do Nordeste, é preciso prosseguir nas iniciativas que possam reduzir os juros, que ainda são elevados.

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim disse que o BNB tem buscado se aperfeiçoar no atendimento, sem negligenciar com as regras que asseguram a correção das operações.

Ele disse que, em 2018, foram aplicados os valores integrais do orçamento previsto no Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FNE). Para 2019, as projeções são de que o Banco do Nordeste financie R$ 2,5 bilhões no Rio Grande do Norte.

“Vamos continuar a expansão, em bases sustentáveis, do microcrédito urbano e rural, contribuindo fortemente para a geração de emprego e renda, apoiando empreendimentos rurais de todos os portes, inclusive aqueles que trabalham com fruticultura irrigada no semiárido, estimulando a produção de energia limpa e a interiorização da indústria”, assegurou Fabrício Feitosa, superintendente estadual do Banco.