quinta-feira, 28 de março de 2019


Há sobra de recursos nos bancos para empréstimos a estados, diz secretário do Tesouro

O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, disse nesta quinta-feira (28) que há sobra de recursos nos bancos privados para empréstimos a estados com garantias da União.

“A disposição para emprestar é muito grande. Mais do que deveria.”

No plano de socorro aos estados —que deve ser lançado em 30 dias— o governo prevê cobrir garantias para operações entre os entes da federação e instituições financeiras privadas, bancos públicos e organismos internacionais.

A equipe econômica informou que o plano contará com R$ 10 bilhões ao ano.

Mansueto informou ainda que, pelo desenho do projeto, foi discutida a possibilidade de liberar a União a conceder empréstimos diretamente aos estados.

A equipe econômica acredita, porém, que esse instrumento não será necessário por causa do interesse dos bancos em realizar as operações.

Segundo ele, com a queda das taxas de juros no Brasil, essas instituições buscam outras operações que rendam acima da taxa Selic —caso dos empréstimos a estados com garantia da União.

“Em empréstimo com garantia da União, o custo é muito baixo. Não vai faltar funding.”

Mansueto explicou que, se o estado tomar dinheiro emprestado a União ou com a garantia do Tesouro em banco público, os recursos não podem ser usados para pagar salários de servidores.

“A princípio o programa foi pensado para ser de garantia. Os estados poderiam pegar empréstimo com banco público, banco privado e organismos internacionais. O Tesouro empresar diretamente a gente está pensando ainda se coloca ou não isso.”

Ele, no entanto, acredita que não haveria interesse dos governadores nesse instrumento.

Somente em operações com bancos privados é que há a possibilidade de usar o dinheiro no pagamento da folha de salários.

No programa desenhado pelo governo, o Tesouro vai usar a poupança corrente dos estados como critério para acompanhar o ajuste nas contas dos entes e dar sequência aos contratos.

“A poupança corrente tem que melhorar de ano a ano, de tal forma que, em 2022, ele [o estado] tenha uma poupança corrente que possibilite o estado a ter nota B.”

A classificação do Tesouro é por letras: A, B, C e D.

No caso do Rio Grande do Sul e Minas Gerais, classificados como D, Mansueto diz que o melhor seria esses estados entrarem no Regime de Recuperação Fiscal, e não no plano que vem sendo elaborado.

Para os estados que aderirem ao programa, o Tesouro vai acompanhar a situação fiscal e a liberação dos empréstimos será em tranches para garantir a implementação das medidas de ajuste.

Folhapress

PM acaba com festas de facção na favela no Fio e na Redinha

A “comemoração” de aniversário de uma facção provocou a reação da Polícia Militar. Operações realizadas durante a madrugada encerraram a festa do crime na Favela do Fio, na zona Oeste de Natal, e também na Redinha, na zona Norte. Na ação da Redinha, policiais militares e bombeiros impediram a realização de um show. Na Favela do Fio, equipes da Rocam também dispersaram um baile comandado pela facção.

A PM ainda realizou operação em Mãe Luíza, na zona Leste, na noite dessa quarta-feira. Já na manhã desta quinta-feira (28), a Polícia Militar iniciou uma operação na comunidade Beira-rio, na zona Norte da capital. A corporação prometeu ainda seguir com as operações de combate ao crime em Natal e Região Metropolitana.

Alerta de temporal para esta quinta-feira no RN

O litoral Leste do Rio Grande do Norte está sob alerta de temporal para esta quinta-feira (28) de acordo com o site Climatempo. A medida vale também para a Paraíba e Pernambuco.

Fortes áreas de instabilidade avançam do mar para o leste do Nordeste trazendo nuvens bastante carregadas”, informou. Ainda segundo o site, a situação é de alerta para fortes pancadas de chuva, com raios e ventos fortes, com risco de alagamentos.

Bancos lançam novo formato de crediário pelo cartão de crédito - e você pode ganhar com isso


Os bancos brasileiros anunciaram nesta quarta-feira (27) que vão passar a oferecer uma nova forma de crediário via parcelas no cartão de crédito. Essa nova opção poderá ser contratada no momento da compra, diretamente pelas maquininhas, com taxas de juros a partir de 0,99% ao mês e prazo de até 36 meses para o pagamento.

A principal vantagem para os comerciantes é poder receber o dinheiro entre dois e cinco dias, como uma transação de débito - mesmo que o cliente pague parcelado.

Segundo a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) “Essa alternativa reduz custos e amplia a competitividade do varejista, especialmente do pequeno estabelecimento comercial, que geralmente não conta com capital de giro para financiar suas vendas”. 

Com isso, o consumidor também pode sair ganhando. “Uma vez que a loja recebe à vista, o cliente pode ser beneficiado com descontos em relação ao preço a prazo. A Lei 13.455 autoriza o comércio a cobrar preços diferentes pelo mesmo produto ou serviço em função da forma de pagamento (à vista ou parcelado)”, de acordo com a associação.

A notícia foi divulgada em evento da Abecs em São Paulo nesta quarta-feira (27). A entidade realizou a padronização operacional da nova modalidade, que permite ao cliente simular a transação na própria máquina de cartão antes de contratar.

“Com a padronização, os diferentes terminais apresentam as mesmas etapas e mensagens sobre o processo de parcelamento, facilitando a utilização pelo consumidor e pelo lojista. Na simulação, o usuário visualiza as informações das opções de parcelamento oferecidas pelo emissor do seu cartão, como a quantidade e o valor das parcelas, a taxa de juros e o custo efetivo total (CET) do financiamento”, diz a Abecs em nota.

Cada banco está trabalhando com diferentes condições para os clientes. O Santander vai lançar a modalidade no dia 1º de abril, cobrando 1,99% ao mês por até 36 meses. O banco espera que o crediário represente 10% das transações com cartões de crédito já em 2020.

O Bradesco já lançou produtos piloto em fevereiro, com taxas de juros de 0,99 a 3,99% ao mês por até 24 meses. O Itaú ainda não divulgou suas tarifas, mas deve oferecer opções de até 24 meses.

Rodrigo Carneiro, diretor da Rede, acredita que a chegada dessa medida é uma boa alternativa para o mercado.

"Vejo o produto com potencial para ser adotado em larga escala, tantos pelos benefícios gerados para o lojista, quanto para o consumidor - que vai poder entender melhor as taxas de seu parcelamento e ter mais argumento para negociar descontos, como nas compras à vista”, afirma o executivo em nota enviada à imprensa. 

Prazos mais longos

Segundo a Abecs, o emissor do cartão deve apresentar ao cliente até três opções de parcelamento, bem como os custos envolvidos na operação. “Essas informações são definidas de acordo com a estratégia comercial de cada empresa, além do perfil de risco e relacionamento do cliente. Após escolher a opção que melhor se encaixa em seu orçamento, o consumidor digita a senha e conclui a transação”.

As parcelas do crediário são lançadas nas próximas faturas, conforme a opção contratada. A concessão dessa modalidade está atrelada ao limite de crédito do cartão, que é restabelecido à medida que as prestações do crediário são quitadas.

Deputados temem que Bolsonaro use conflito com Venezuela para decretar Estado de Sítio

Deputados que se reuniram nesta quarta-feira (27),  com Rodrigo Maia e lhe pediram para não pautar o acordo com os Estados Unidos para uso da Base de Alcântara.

Eles alegam que haveria uma intenção oculta de Jair Bolsonaro em ceder o território para operações militares dos EUA contra a Venezuela.

E que o presidente usaria a deflagração do conflito para decretar ‘Estado de Sítio’, pelo qual o Executivo assumiria as funções do Legislativo e do Judiciário – com a consequente suspensão de garantias constitucionais.

Loucura tem limite.

O Antogonista / PLANTÃO CAICÓ

 

Combustível de qualidade você vai encontrar nos postos santana e Boa Passagem

Aqui você encontra um preço super promocional em gasolina comum e aditivada!

Posto Santana I fica na Av. Coronel Martiniano no Centro de Caicó. Funcionamos 24 horas.

O Posto Boa Passagem fica na Av. Rui Mariz no Bairro Boa Passagem. Funcionamos 24 horas.

O Posto Boa Passagem é o único posto de Caicó que vende gás veicular.

Contatos : 84 - 3417 - 2652