quarta-feira, 10 de abril de 2019


Três criminosos morrem em confronto com a PM na grande Natal


Três bandidos morreram e três foram presos em confronto com a Polícia Militar na tarde desta quarta-feira (10) na comunidade do Guajirú, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal.

Na ação, os policiais militares do 11º Batalhão também apreenderam três armas que estavam com os criminosos.

Segundo a assessoria da PM, uma das armas encontradas pertencia ao sargento do 1º Batalhão Gilmar Ferreira Barbosa, de 52 anos, que foi assassinado a tiros no bairro Bom Pastor, na Zona Oeste de Natal, na manhã de terça-feira (9).

O sargento foi abordado dentro do carro, na frente da casa que morava, e forçado a voltar para a residência. Na varanda, ele foi alvejado com tiros na cabeça e morreu na hora. Um homem já havia sido preso na terça (9) por suspeita de participação do crime.

A assessoria da PM informou que, mesmo após a ação, os policiais militares vão seguir em operação na noite desta quarta-feira (10) na comunidade do Guajirú, em São Gonçalo do Amarante.

Fonte: G1RN

RN inicia discussão sobre operação do projeto São Francisco


A governadora Fátima Bezerra reforçou a necessidade de agilidade do Governo Federal para concluir o projeto de integração das bacias do Rio São Francisco. “Tão importante quanto implantarmos e participarmos deste espaço, é termos um cronograma de quando essas águas chegarão ao Rio Grande do Norte, que será o último estado a receber a transposição”, enfatizou durante reunião de instalação da Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal (CCAF).

O encontro, realizado nesta terça-feira (9), teve a participação do advogado-geral da União, André Mendonça, do ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e dos quatro governadores dos estados beneficiados para discutirem as tratativas de conciliação para o início da operação comercial do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF).

Fátima afirmou que o Governo do RN está disposto a colaborar com esta discussão para que haja viabilidade do ponto de vista financeiro e operacional do projeto. “Esse debate é muito importante para que tenhamos segurança hídrica em nossa região, mas devemos observar o uso sustentável dessas águas para que o custo seja compatível com as pessoas beneficiadas”, disse. Ela reforçou também, junto ao ministro, a importância de conclusão das obras complementares como o Complexo de Oiticica, o Projeto Seridó e a inclusão do ramal Apodi-Mossoró no Plano Nacional de Recursos Hídricos.

De acordo com André Mendonça, a reunião deu início ao procedimento de conciliação entre a União e as unidades federativas a fim de obter uma solução consensual. “A ideia é que possamos aproximar as partes, conhecer e compreender todos os interesses envolvidos e trabalhar as opções, quais as possíveis soluções para esse modelo de operação do projeto”, frisou. Ele disse que será debatida a cobertura dos custos envolvidos com a transferência e o formato de abastecimento da água que será usada por 390 municípios dos quatro estados nordestinos.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, enfatizou que o momento foi o primeiro de muitos que ainda estão por vir.  “Este é o primeiro passo de uma jornada que trará alegria a todos nós. A gente precisa avançar, chegarmos a um consenso em relação aos contratos, colocar o PISF realmente em operação comercial para poder evoluir.”

Acompanhando a governadora, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), João Maria disse que a Câmara se constitui em um fórum para afinar o discurso de cada Estado. “É importante porque oportuniza o debate real dos conflitos de cada envolvido.”

Também estiveram presentes os governadores de Pernambuco, Paulo Câmara; do Ceará, Camilo Santana, e da Paraíba, João Azevêdo Lins Filho, além de representantes da AGU.