sábado, 8 de junho de 2019


Audiência pública sobre o projeto Seridó será realizado na próximo segunda na Câmara de Caicó



A Câmara de Vereadores de Caicó vai realizar audiência pública sobre o Projeto Seridó. A indicação foi da presidente da Câmara de Caicó Rosângela Maria que destacou a importância da realização do evento.

O projeto integra o Plano Nacional de Segurança Hídrica e visa garantir oferta de água, pelos próximos 50 anos, na região, uma das mais castigadas pela estiagem, através do uso das águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Sententrional – PISF. A ideia é interligar as adutoras já existentes com as que estão projetadas, criando um grande cinturão de águas e estruturando as cidades para que elas passem pelos períodos de seca sem grandes transtornos.

O evento será realizado nesta segunda-feira, a partir das 10h com a participação de prefeitos da região, o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Maria Cavalcante, membros do Comitê da Bacia Hidrográfica Piranhas Assu, Caern,  deputados estaduais, além de orgãos competentes ao assunto e representantes da bancada potiguar federal.

Combustível de qualidade você vai encontrar nos postos santana e Boa Passagem

Aqui você encontra um preço super promocional em gasolina comum e aditivada!

Posto Santana I fica na Av. Coronel Martiniano no Centro de Caicó. Funcionamos 24 horas.

O Posto Boa Passagem fica na Av. Rui Mariz no Bairro Boa Passagem. Funcionamos 24 horas.

O Posto Boa Passagem é o único posto de Caicó que vende gás veicular.

Contatos : 84 - 3417 - 2652

Inadimplência nos contratos do Minha Casa, Minha Vida atinge 40% no RN



A inadimplência dos contratos de financiamentos de imóveis da Faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida chegou aos 40% no Rio Grande do Norte no final de 2018. Os números, repassados à TRIBUNA DO NORTE com exclusividade pela Caixa Econômica Federal, mostram que dos 17.123 contratos assinados de 2009 até o final do ano passado, 6.850 apresentavam dívidas em aberto há mais de 90 dias. A Caixa não divulgou, mesmo tendo sido demandada, o valor correspondente ao percentual de dívidas em aberto no Estado.

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informou à reportagem que, desde 2009 até o momento, foram contratadas 126,2 mil unidades habitacionais no Estado do Rio Grande do Norte, nas faixas 1; 1,5; 2 e 3. Desse total, foram entregues cerca de 102,4 mil moradias até o momento. Esses empreendimentos beneficiaram um total de 409,6 mil pessoas. A Faixa 1, que contempla considerável parcela dos imóveis construídos dentro do MCMV, é voltada para famílias de baixa renda e a maioria dos imóveis é subsidiada com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).
Nesta semana, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que os atrasos de pagamentos na carteira de crédito habitacional do banco chegam a R$ 10,1 bilhões.

A Caixa divulgou na quarta-feira, 5, as condições para a renegociação de dívidas imobiliárias de pessoas físicas. Segundo o banco, as medidas atingem 589 mil contratos (11% da carteira) e devem beneficiar 2,3 milhões de pessoas.
Entre as opções está o pagamento à vista de uma entrada e a incorporação das parcelas atrasadas nas próximas prestações do empréstimo. Essa opção estará disponível para 111 mil famílias, com dívidas de R$ 1,8 bilhão.

“Algumas pessoas correm o risco real de perder suas casas próprias. Preferimos que esses clientes paguem uma prestação e diluam o resto da dívida no prazo dos contratos. Acreditamos que essa alternativa seja a mais atrativa”, avaliou Guimarães. Outras 237 mil famílias, com R$ 4 bilhões em dívidas, poderão pagar a prestação mais antiga atualizada e incorporar o saldo devedor ao resto do financiamento.

As 51 mil famílias com atrasos superiores a 180 dias, e dívidas de R$ 900 milhões, poderão ter o perdão de multa e juros moratórios ao pagarem a primeira prestação da entrada.

Há ainda 15 mil famílias, com débitos de R$ 300 milhões, que estão na iminência de terem seus imóveis retomados, que poderão ficar adimplentes com o pagamento de uma prestação. “Quando se atrasam dez ou 15 prestações, é porque não irá pagar mais. Então estaremos na prática fazendo um novo crédito para essas pessoas”, completou o presidente do banco.

Tribuna do Norte

A tonelada de cocaína apreendida pela Polícia de Portugal saiu de barco de Natal


A Polícia Judiciária de Portugal prendeu sete brasileiros após descobrir que o barco no qual eles estavam transportava 1,1 tonelada de cocaína. O alerta para a prisão foi dado pela Polícia Federal brasileira.

O barco saiu de Natal. Os portugueses batizaram a operação de “Areia Branca”. A informação sobre a prisão foi publicada nesta sexta-feira (7) pela Polícia Federal do Brasil.

De acordo com a PF, no dia 22 de maio, por volta das 3h (horário de Lisboa), policiais portugueses e a Esquadra Portuguesa abordaram em águas internacionais o barco pesqueiro brasileiro.

A embarcação foi encontrada a aproximadamente 280 milhas náuticas da Cidade da Praia, que fica em Cabo Verde. O pesqueiro foi conduzido para o Porto de Lisboa, onde chegou segunda-feira (3).

Os presos estão à disposição da justiça portuguesa e serão processados no país europeu. Os homens têm entre 36 e 64 anos. De acordo com o jornal Diário de Notícias, de Portugal, os investigadores acreditam que os pescadores fariam o transbordo para outro barco, ainda no oceano. Mas não conseguiram porque a polícia chegou antes.

Também de acordo com o jornal, a embarcação deve ter saído de Natal no dia 17 de maio. Segundo as investigações, os pescadores teriam sido contratados por uma rede internacional de tráfico.

Quando foram presos, os homens estavam apenas com a roupa do corpo e alguns deles precisaram ser socorridos pela Marinha porque estavam doente. As autoridades de Portugal acreditam que essa não foi a primeira vez que eles teriam feito algo do tipo.

Fonte: OP9RN