quinta-feira, 1 de agosto de 2019


Perícias em balistica forense do ITEP-RN auxiliam na resolução de crimes


Com o objetivo de estudar e examinar as armas de fogo e elementos de munição envolvidos nos casos policiais, o Setor de Balística Forense (SBF), do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN), atua com importante colaboração para resolução de crimes respondendo a demandas Polícia Civil, Polícia Militar, Ministério Público e Judiciário.

Recentemente, o Setor de Balística Forense auxiliou na resolução de casos de repercussão na mídia, como o assassinato da universitária Josiérica Alves, em Monte Alegre, na Grande Natal.

Emitindo mais de 1 mil laudos por ano, o SBF pretende expandir ainda mais seus números e resultados, tendo em vista a meta de criação, por parte do Ministério da Justiça, de um Banco de Dados Balísticos Nacional, e a aquisição de novas tecnologias para possibilitar a constituição do banco de dados balístico do RN.

Atualmente, o setor conta com nove peritos criminais e seis agentes técnicos forenses, possuindo estande de tiro próprio, com tanque de coleta de projéteis, além de quatro microcomparadores balísticos.

Os principais exames realizados no SBF são: Eficiência em armas de fogo ou munição - para atestar seu funcionamento e potencial lesivo; Químico-Metalográfico - revelação de numeração e caracteres identificadores; e o exame de Microcomparação Balística - que permite constatar se projéteis saíram de determinada arma de fogo, ou se estojos foram percutidos por uma mesma arma, apontando a autoria de crimes violentos.

Governo assegura com ministério da saúde investimentos para o SUS no RN



O Governo do Estado obteve a liberação do repasse de recursos federais para a saúde no Rio Grande do Norte, que serão investidos na qualificação e ampliação da assistência à população potiguar.

Na próxima semana, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estará em Natal para a assinatura da portaria que habilita a liberação dos recursos para o SUS. A confirmação veio por meio do secretário Estadual de Saúde, Cipriano Maia, que esteve reunido, nesta quarta-feira (31), com o ministro em Brasília, em ocasião da reunião dos secretários de saúde sobre a participação dos Estados do Nordeste no programa Médicos pelo Brasil.

Essa garantia foi possível graças aos esforços empreendidos pelo Estado que apresentou, em março, um plano de ação para investimento na saúde e, desde então, vinha pleiteando os repasses.

O Governo também garantiu a liberação de recursos de emendas parlamentares para investimentos na Saúde no RN.

Aeroporto de Mossoró passará a operar em horário noturno

Atendendo a um pedido do Governo do Estado, a Infraero autorizou a alteração de funcionamento do Aeroporto Dix-Huit Rosado, em Mossoró, que passará a operar até as 21h45.

A ampliação é uma reivindicação dos usuários do terminal aeroportuário, que há tempos solicitavam essa mudança, que foi solicitada por meio de ofício.

“Esse novo horário é mais uma conquista do governo para melhor atender a população que utiliza o aeroporto de Mossoró. Também será importante para impulsionar a economia da região, uma vez que flexibiliza a possibilidade de embarques tanto durante o dia, quanto à noite’, destacou a governadora Fátima Bezerra..

O horário de funcionamento do aeroporto de Mossoró será, a partir desta quinta-feira (1º), das 12h15 às 21h45.

Nubank é a primeira startup brasileira a valer mais de US$ 10 bilhões


Depois de sua última rodada de investimento, a Nubank passou a ser a primeira startup brasileira a atingir a marca de US$ 10 bilhões, além de ser também a empresa mais valiosa da América Latina. A empresa recebeu mais de US$ 400 milhões da TCV, investidora do Facebook, da Netflix e do Airbnb. Inclusive, essa é a primeira vez que a TCV levanta capital para uma startup latino-americana. Para a fintech brasileira, que recentemente abriu escritórios no México e na Argentina, o novo investimento impulsionará a expansão do Nubank em outros países da América Latina. Segundo Cristina Junqueira, co-fundadora do Nubank, em outros países a empresa deve ter “um papel ainda maior do que no Brasil, já que os bancos estão completamente desatualizados”. As previsões sobre a expansão do Nubank na América Latina dão conta do fornecimento de novos produtos no México até o final do ano, e em relação à Argentina, já no primeiro semestre de 2020.