sexta-feira, 2 de agosto de 2019


Criança de 12 anos de idade comete suicídio na zona rural de Cidade seridoense



Um menino de 12 anos de idade a principio identificado por Moisés, cometeu suicídio por meio de enforcamento no sítio Baixa Verde zona rural de Lagoa Nova, de acordo com a PM o garoto era viciado em jogos pela internet e vinha faltando aulas, os familiares preocupados com a dependência da criança começou a mudar a senha de acesso a internet, o menino passou a ter um comportamento agressivo e de ameaças e na tarde desta sexta-feira (02) a criança cometeu o ato extremo.

Estadão: caixa veta novos empréstimos a Estados e municipios do Nordeste


A Caixa Econômica Federal reduziu a concessão de novos empréstimos para o Nordeste neste ano, mostra levantamento feito pelo Estadão/Broadcast com base nos números do banco e do sistema do Tesouro Nacional.

Em 2019, até julho, a Caixa autorizou novos empréstimos no valor de R$ 4 bilhões para governadores e prefeitos de todo o país. Para o Nordeste, foram fechadas menos de dez operações, que juntas totalizam R$ 89 milhões, ou cerca de 2,2% do total - volume muito menor do que em anos anteriores.

Em 2018, o Nordeste recebeu R$ 1,3 bilhão, o equivalente a 21,6% dos R$ 6 bilhões fechados pela Caixa em operações para governos regionais.

Em 2017, o banco contratou R$ 7 bilhões, dos quais R$ 1,3 bilhão foi direcionado para governadores e prefeitos nordestinos (18,6% do total).

Segundo apurou o Estadão/Broadcast com fontes do banco e da área econômica, a ordem para não contratar operações para os estados e municípios do Nordeste veio do presidente Pedro Guimarães.

Em entrevista à rádio CBN nesta sexta-feira (02), Guimarães afirmou que o banco não tem uma política de redução de empréstimos para o Nordeste. "A Caixa é um banco matemático. Já conversei internamente. Não existe nenhum direcionamento. Isso não existe. Somos o banco de todos os brasileiros", disse o executivo.

Bebê morre por falta de ambulância no RN; motorista é preso pela Policia Civil


A equipe de policiais civis da 6° Delegacia Regional de Polícia de Nova Cruz deflagrou a Operação Respeito à Vida, que resultou na prisão de Mewerton Avelino de Moura, 33 anos. A ação aconteceu na cidade de Nova Cruz, em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pela 1° Vara da Comarca de Nova Cruz.

A prisão se deu em decorrência da morte de um bebê, ocorrida no dia 29 de julho, no Hospital Municipal de Nova Cruz, após o motorista de ambulância Mewerton Avelino se negar a realizar a transferência de emergência de uma gestante para um hospital de outra cidade.

De acordo com as investigações, a equipe médica havia alertado o motorista da necessidade imediata de transferência da gestante, por ela precisar de um atendimento especializado em outra unidade, caso contrário, poderiam morrer a paciente e o bebê. 

No entanto, Mewerton teria alegado que não poderia realizar a viagem, pois extrapolaria o horário do seu turno de trabalho, apesar de ainda faltar aproximadamente duas horas para o término do seu expediente. 

Em decorrência da negativa do motorista, o procedimento foi realizado na unidade de Nova Cruz, porém o quadro clínico se agravou e o bebê não resistiu, indo à óbito.

O nome da operação faz alusão ao direto fundamental à vida. Mewerton Avelino está sendo investigado por crime homicídio, decorrente de conduta omissiva, já que teria o dever de agir, em razão de sua função. 

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Pesquisa: 32% aprovam o governo Bolsonaro e 34% desaprovam

Levantamento realizado pelo Congresso Data Room, ferramenta do instituto Ideia Big Data, mostra que 32% aprovam o presidente Jair Bolsonaro; 34% desaprovam e 34% “não aprovam, nem desaprovam”.

O Congresso Data Room entrevistou 1.512 brasileiros entre 1º e 5 de julho, via Painel Mobile, em todas as regiões. A margem de erro é 4%.

CLÁUDIO HUMBERTO / NG