quinta-feira, 15 de agosto de 2019


POLICIA CIVIL REALIZA OPERAÇÃO NA TARDE DESTA QUINTA-FEIRA EM JARDIM DE PIRANHAS


No fim da tarde desta quinta-feira (15), Policiais Civis com o apoio de Policiais da 5° Companhia de Jardim de Piranhas, realizaram uma operação policial no Município de Jardim de Piranhas. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos bairros Maracujá e Santa Cecília.

5 pessoas foram presas e drogas, arma de fogo, dinheiro fracionado e uma balança de precisão aprendidos pelos Policiais.

Os 5 presos foram encaminhados para 3° Delegacia de Polícia Cívil de Caicó.

OFERTA LK MULTIMARCAS


Xiaomi Redmi 7 32gb

R$ 849,00
a vista

ou 12x R$ 89,90 
no cartão

LK MULTIMARCAS
9.9927-8030

MULHER FAZ FALSIFICAÇÃO 'ROTESCA' EM BILHETE E TENTA RETIRAR PRÊMIO DA MEGA-SENA EM LOTÉRICA DE MT

Uma jovem de 19 anos foi detida em São José do Rio Claro, a 325 km de Cuiabá, depois de tentar retirar o prêmio da Mega-Sena com um bilhete falsificado em uma lotérica. A ocorrência foi registrada na última quarta-feira (7). Segundo a Polícia Civil, a mulher foi ouvida e liberada em seguida.

A fraude foi notada pela funcionária da lotérica. Segundo a polícia, o código de barras do bilhete apresentado pela cliente não era aceito pelo sistema.

Ao insistir que o bilhete era premiado, a proprietária da lotérica foi chamada para resolver a situação.

Com o bilhete em mãos, a dona do estabelecimento notou a falsificação -- classificada pela polícia como 'grotesca' --, e acionou os policiais. De acordo com a polícia, a mulher recortou os números e colou no bilhete que apresentou.

Depois, segundo a polícia, a mulher chegou a circular os números com uma caneta para tentar convencer os funcionários.

Ao ser detida, a jovem negou a falsificação, mas confessou o crime logo em seguida.

À polícia, ela contou que tentou aplicar o golpe para ajudar a família que passa por dificuldades financeiras.

Natália Bonavides e Fátima Bezerra conseguem R$ 58 milhões para a construção da Barragem de Oiticica e recuperação da Barragem Passagem de Traíras



A deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) e a governadora Fátima Bezerra (PT) estiveram ontem em audiência com o Ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Canutto, em Brasília. A reunião foi positiva, havendo a liberação de 132,8 milhões para obras aqui no Rio Grande do Norte.

“Na reunião com o ministro do desenvolvimento nós conseguimos mostrar a necessidade dos recursos aqui para o estado. Conseguimos garantir R$2,8 milhões para obras na Ponte Newton Navarro; R$72 milhões para a reestruturação da av. Engenheiro Roberto Freire; e R$58 milhões para a construção da Barragem de Oiticica e para a recuperação da Barragem Passagem de Traíras. Todas essas obras são extremamente necessárias para o povo potiguar”, declarou Natália.

Durante a reunião também houve diálogo sobre a liberação de R$55 milhões para a conclusão das obras do Pró-transporte da Zona Norte de Natal. Os recursos vão garantir a manutenção das áreas de infraestrutura hídrica e infraestrutura urbana do estado.

CÂMARA APROVA URGÊNCIA PARA PROJETO QUE ALTERA REGRAS DE PORTE DE ARMAS

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (14) o regime de urgência para o projeto de lei que altera as regras para posse e porte de armas de fogo.

A mudança encurta os prazos de tramitação e libera a análise da proposta diretamente pelo Plenário. A aprovação da urgência por parte da Câmara foi parte de um acordo. O governo se comprometeu a retirar a urgência constitucional dada ao projeto e, em troca, a Casa votaria o pedido da modalidade de urgência prevista nas regras internas da Câmara.

A mudança permitiu a liberação da pauta do Plenário, já que a urgência determinada pelo Poder Executivo impedia a votação de projetos. A proposta que ganhou nova urgência nesta quarta foi enviada pelo governo federal em junho, logo após a revogação de dois decretos que facilitavam o porte de armas de fogo.

Os dois decretos foram editados em maio, mas revogados após questionamentos na Justiça e no Congresso Nacional. O projeto deles foi enviado em junho, com urgência constitucional. O texto estende a posse da arma ao longo de toda a propriedade – tanto imóveis urbanos quantos rurais.

Atualmente, o Estatuto do Desarmamento prevê a posse no interior da residência ou do local de trabalho. Quem tem arma de fogo sem registro atualmente poderá regularizar a situação, pedindo registro no prazo de dois anos, a partir da entrada em vigor da lei.

Os interessados precisam apresentar documento de identificação pessoal e comprovante de residência fixa, além de nota fiscal de compra ou comprovação da origem lícita da arma de fogo.

Segundo a proposta, para obter o porte o interessado precisa “demonstrar que exerce atividade profissional de risco ou a existência de ameaça à sua integridade física”.

Na legislação atual, quem pretende obter o porte precisa “demonstrar a sua efetiva necessidade por exercício de atividade profissional de risco ou de ameaça à sua integridade física”.

G1