sábado, 28 de setembro de 2019


Suspeito de ordenar ataques no Ceará é transferido para o RN



Um homem considerado um dos chefes de uma facção criminosa e responsável por ordenar ataques no Ceará, de acordo com a polícia, foi transferido para o Presídio Federal de Segurança Máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, na tarde desta sexta-feira (27). Ednal Braz da Silva, o "Siciliano", se encontrava preso em Limoeiro, em Pernambuco.

'Siciliano' foi preso na última terça-feira (24), na Operação Torre. Ele é apontado pela polícia como um dos responsáveis pela explosões às torres de transmissão de energia da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), em Fortaleza e Maracanaú, em abril deste ano. Segundo a Polícia Civil, ele é o dono de um dos seis anéis templários da facção. A Polícia cearense já tinha prendido os outros cinco maiores chefes da organização criminosa, proprietários das joias. Cada anel custa cerca de R$ 7 mil.

A transferência do paraibano Ednal Braz da Silva, o 'Siciliano', de 45 anos, foi realizada em um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), com apoio da Polícia Federal (PF). A Justiça determinou a inclusão do detento no Sistema Penitenciário Federal após pedido da própria PF.

As investigações da PF apontaram que o Siciliano, mesmo preso em Pernambuco, continuava a dar ordens de ações criminosas no Ceará, inclusive aos ataques ocorridos nos últimos dias. Na cela em que ele se encontrava, foi apreendido um aparelho celular.

 G1 

Oferecimento:Inacinho Viagens

IMPACTO SERÁ DE R$ 20 MILHÕES NA FOLHA DO RN COM REAJUSTE DE PMs e Bombeiros

O projeto de lei recém-chegado à Assembleia Legislativa, de reajuste de 23% no salário dos policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte, terá impacto de R$ 20,9 milhões mensais na folha de pagamento do Estado até o final da correção salarial, em novembro de 2022. A informação é da Tribuna do Norte deste sábado (28).

Segundo o chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, o impacto na folha é “suportável” segundo os cálculos do Governo.

“Isso está programado até 2022. Dentro da estimativa que a gente faz até lá, é suportável na folha de pagamento. Essa situação não é de reposição salarial, porque perdas salariais o governo não tem como, nesse momento, fazer nenhuma discussão”, disse Raimundo Alves.

O projeto precisa passar por todas as comissões da Assembleia, além da votação por plenário para poder entrar em vigor.

Oferecimento : Colchões com conforto e qualidade, você vai encontrar na Sono Certo Colchões no Centro de Caicó.




Fonte: Portal Grande Ponto

Loucura !!

Nova Promoção
produtos por R$ 14,90 a vista na LK MULTIMARCAS

Mais informações
9.9927-8030

Av. Renato Dantas 633 centro de Caicó próximo a Farmácia Pague Menos.