sexta-feira, 25 de outubro de 2019


Turismo anuncia crédito de R$ 200 milhões para áreas afetadas por óleo


Foto: Adema/Governo de Sergipe

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, anunciou que R$ 200 milhões em linhas de crédito do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) vão ser liberados para as regiões do litoral nordestino atingidas por vazamento de óleo. O anúncio foi feito por ministro nesta sexta-feira (25) em Porto de Galinhas, Pernambuco.

Segundo o ministério, as condições para pagamento do empréstimo e os prazos vão ser melhores do que os oferecidos para outras linhas para ajudar pequenos empreendimentos a superar uma possível retração nas atividades.

O Fungetur é operado hoje no Nordeste pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Estado de Sergipe.

“As linhas de crédito do Fungetur são muito atrativas do ponto de vista de prazo, custo do crédito e carências para estados e cidades impactadas pelo óleo vindo do mar”, disse o ministro.

Marcelo Álvaro Antônio disse que o governo federal está empenhado em identificar a origem do óleo desde o aparecimento das primeiras manchas. “O governo federal trabalha para identificar a causa e a solução de limpeza das praias”, completou.

O Ministério do Turismo informou que o edital para credenciar novos agentes financeiros, especialmente para atendimento à região afetada, será publicado nos próximos dias. Atualmente, o Fungetur tem R$ 156 milhões em 113 operações contratadas.

Agência Brasil


Mulher é agredida com barra de ferro na manhã desta sexta-feira em Caicó





Mulher é agredida em um comércio de bebidas no final da manhã desta sexta feira na Rua Olegário Vale no Centro de Caicó.

A vitima indentificada por, Maria José Dantas Diniz de 43 anos contou a polícia que houve um desentendimento entre a sua pessoa e um comerciário e o mesmo atacou a vitima com uma barra de ferro.


A vítima foi socorrida pelo Samu para o Hospital Regional de Caicó e o acusado fugiu do local e não foi localizado.


Goleiro de time da Série A reclama de falta de almoço para os atletas do clube


Uma troca de declarações em vídeos nas redes sociais agitou a quinta-feira (24) do CSA. O goleiro Jordi gravou imagens reclamando que faltam almoço e talhares no clube alagoano, para o qual está emprestado pelo Vasco de maio a dezembro da atual temporada. O presidente da agremiação azulina, Rafael Tenório, rebateu as acusações e negou haver carência de infraestrutura aos atletas.

"Estamos aqui, pedimos aquela quentinha, só que nem talher nós temos para comer. Temos que comprar a quentinha para almoçar, porque não tem almoço e ainda não temos talher. É assim que é a recuperação do atleta", diz o goleiro, que faz tratamento há duas semanas para voltar a jogar por conta de uma lesão muscular na coxa. Ele era titular absoluto da equipe de Argel Fucks até se machucar.

"Difícil. A gente busca fazer o melhor, mas um clube sério como esse acho que deixa a desejar. Pelo menos uma refeição digna pra que a gente possa trabalhar, se alimentar e descansar um pouco para poder recuperar e voltar o quanto antes", ainda acrescenta o jogador no vídeo.

Após tomar conhecimento pelas redes sociais das declarações do goleiro, o presidente Rafael Tenório utilizou seu perfil pessoal no Instagram para publicar um vídeo em resposta aos torcedores e à imprensa. O dirigente diz que "medidas serão tomadas" em relação à gravação de Jordi.

"Quero me referir em relação ao vídeo que está circulando nas redes sociais a respeito do nosso atleta. Nada disso é verdade. O CSA tem uma estrutura hoje composta por grandes profissionais, setor médico, nutricional, com profissionais competentes. Nada disso é verdade. Nós tomamos conhecimento desse fato e as medidas serão tomadas. O CSA é maior que qualquer comentário e qualquer posição individual. Nada disso procede. Que nós continuemos firmes, fortes e trabalhando no CSA com responsabilidade", declarou o mandatário.

Fonte: Uol / Plantão Caicó