URGENTE : INCÊNDIO EM RESIDÊNCIA NO BAIRRO PARAIBA

Por volta 14:00 hs desta terça-feira (19), Bombeiros foram acionados para uma ocorrência de um incêndio em uma residência na Rua Quintino Bocaiuva no Bairro Paraiba.

Equipes do Corpo de Bombeiros chegaram rápidos no local e conseguiram controlar o incêndio.



CAERN MUDA SISTEMA DE RODÍZIO EM CAICÓ

A Caern mudou o sistema de rodízio de abastecimento de água em Caicó. 

A partir desta quarta-feira (20), o rodízio de abastecimento será 5 dias com água e  10 dias sem água.

Evento em Natal propõe conversa global sobre crise climática




Do dia 20 ao 21 de novembro o mundo se reunirá para falar sobre a crise climática no evento 24 Horas de Realidade: Verdade em Ação. Em Natal ele ocorre no Natal Shopping, a partir das 19h, da próxima quarta-feira. O objetivo é informar a sociedade sobre o clima do planeta e mobilizá-la para melhorar a qualidade de vida atual, e também das futuras gerações.

O evento é organizado pela Climate Reality Project fundada pelo ex vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore, e que tem como um dos Mentores no Brasil, o advogado Potiguar, Kaleb Melo, da startup Treeidlegal (plataforma de registro de árvores www.treeidlegal.com).


Câmara pode votar hoje PECs da prisão em 2ª instância


Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados pode votar nesta terça-feira (19) as propostas de emenda à Constituição (PECs) que permitem prisão após condenação em segunda instância.

Cabe à CCJ votar a admissibilidade das propostas, ou seja, analisar se as PECs respeitam a Constituição e as leis. Se aprovados, os textos seguirão para discussão em comissão especial, responsável por analisar o mérito (conteúdo).

A discussão sobre o tema começou na semana passada. Ao todo, 43 parlamentares discursaram: 23 a favor das PECs, e 20 contra.

A reunião desta terça-feira está marcada para as 14h, mas partidos de oposição devem apresentar requerimentos com o objetivo de atrasar a votação.

Os partidos acusam a comissão de casuísmo por incluir a proposta na pauta justamente após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter derrubado a possibilidade de prisão após a segunda instância.

Por maioria de votos, os ministros entenderam que a prisão de pessoa condenada só pode ser decretada quando houver o trânsito em julgado, isto é, quando não couber mais recurso a nenhuma instância da Justiça.

Segundo o artigo 5º da Constituição, “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”.

Com o resultado do julgamento no STF, pessoas presas por condenação em segunda instância apresentaram pedidos de liberdade à Justiça, entre as quais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, solto no último dia 8 de novembro.


Economizar até 95% da sua conta deenergia

Já pensou em Economizar até 95% da sua conta de Energia ? Faça como Dezenas de Clientes no RN, venha para a Empresa do Seridó que mais cresce em todo RN, SolEnergy a empresa genuinamente de Caicó e Seridó.

Contatos: 9.9931-2295/ 9.9104-6111

Petrobras comunica a clientes alta de 2,7% no preço da gasolina e que vai aumentar Diesel também

Após 53 dias sem reajustes, a Petrobras comunicou a seus clientes nesta segunda (18) alta de R$ 0,05 no preço da gasolina. A medida representa um aumento médio de 2,7% e passa a vigorar nesta terça (19).

O preço do diesel também será elevado, em R$ 0,026 por litro, segundo fontes. É um aumento médio de 1,2%, duas semanas após o último ajuste, quando houve corte de 3%.

Os reajustes acompanham evolução do preço do petróleo e a escalada do dólar, que atingiu nesta segunda o maior valor nominal da história. A empresa ainda não publicou os novos valores em seu site.

Para as importadoras de combustíveis, porém, a alta da gasolina ainda não elimina a defasagem com relação às cotações internacionais acumulada no período sem ajustes.

último reajuste no preço da gasolina vendida pela Petrobras foi promovido no dia 27 de setembro, com aumento de 2,5%. Na semana anterior, as cotações do petróleo haviam disparado após ataques à maior refinaria da Arábia Saudita, que retirou do mercado 5% da produção global.

Naquele dia, o dólar fechou em R$ 4,156. O petróleo Brent, referência internacional negociada em Londres, fechou cotado em US$ 61,88 (R$ 257,2, pela cotação da época) por barril.

Nesta segunda (18), o dólar bateu R$ 4,206 e o Brent fechou a US$ 63,30 (R$ 266,2, pela cotação atual) por barril.

Em relatório divulgado na sexta, o CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura) calculou em R$ 0,10 por litro a defasagem média do preço da gasolina vendida pela Petrobras em relação à cotação do Golfo do México, nos Estados Unidos.

A Abicom (Associação Brasileira das Importadoras de Combustíveis) vê defasagem entre R$ 0,09 e R$ 0,19 por litro, dependendo do ponto de entrega – o último valor refere-se ao porto de Itaqui, no Maranhão, um dos principais pontos de entrada de gasolina importada.

Desde 2016, a política de preços da Petrobras considera um conceito chamado de paridade de importação, que é a soma das cotações internacionais convertidas ao real com os custos de importação e margens de lucro.

A última vez que o preço da gasolina ficou tanto tempo sem ajustes foi entre os meses de fevereiro e abril de 2017. Ao todo, foram 55 dias. Na época, o litro era vendido pela estatal a R$ 1,5901, em valores corrigidos pelo IPCA.

Até esta segunda, o combustível saía das refinarias da estatal, em média, a R$ 1,8054 por litro, de acordo com o CBIE – a Petrobras não publica mais o valor médio. Com o reajuste, passará a R$ 1,8554.

Já o preço do diesel sobe de R$ 2,1877, segundo o CBIE, para R$ 2,2137 por litro.

O repasse às bombas depende de políticas comerciais de postos e distribuidoras. O valor cobrado pelas refinarias da Petrobras representa cerca de 30% do preço final da gasolina e cerca de metade do preço final do diesel.

Desde o último reajuste, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), o preço de bomba da gasolina variou 0,4% (ou R$ 0,04 por litro). Na semana passada, o combustível foi vendido no país a um preço médio de R$ 4,407 por litro.

A Petrobras diz que a política de paridade internacional permanece em vigor, mas que o preço de paridade “não é um valor absoluto, único e percebido da mesma maneira por todos os agentes”.

“Os reais valores de importação variam de agente para agente, dependendo de características como, por exemplo, as relações comerciais no mercado internacional e doméstico, o acesso à infraestrutura logística e a escala de atuação”, diz a companhia.

A empresa afirma ainda que não houve interrupção nas importações por terceiros, o que “evidencia a viabilidade econômica das importações realizadas por agentes eficientes de mercado”.

FOLHAPRESS



Disco voador pousa em Messias Targino

Algo misterioso aconteceu no município de Messias Targino. Um possível disco voador teria pousado na fazenda do proprietário das lojas Borges eletromóveis, na zona rural.

 

Segundo relatos do morador Erivan Dantas Gonçalves o fato ocorreu na madrugada deste domingo, 18 de novembro. O mesmo alega ter acordado com um barulho e luzes fortes vindas do céu. Ao amanhecer, o morador foi até o local onde haveria visto o objeto estranho, e ao chegar se deparou com o rastro de pouso marcando a plantação. Veja a foto.

BG / Plantão Caicó