segunda-feira, 23 de dezembro de 2019


Supermercado Nordestão compra grande área em João Pessoa e se expande para Paraíba em 2020

A rede de supermercados potiguar, Nordestão, se prepara para desembarcar no mercado paraibano, precisamente na cidade de João Pessoa. Segundo informações apuradas pelo Blog do FM, o grupo vinha negociando nos últimos meses a compra de terrenos para instalação de uma nova unidade fora de solo potiguar.

O Nordestão João Pessoa será construído no bairro José Américo de Almeida, zona Sul da capital paraibana. O grupo potiguar comprou dois motéis na região para utilizar o espaço para seu novo hipermercado. A previsão é de que as obras sejam iniciadas já em Janeiro de 2020.

Vale ressaltar, ainda, que em 2019 o Grupo Nordestão fez dois relevantes investimentos na capital do Rio Grande do Norte. O Nordestão Ponta Negra e o Superfácil Atacado Rodoviária.


RADARES MÓVEIS DE VOLTA

A Polícia Rodoviária Federal tem até esta segunda-feira (23), para voltar a utilizar os radares móveis nas rodovias de todo o país. A medida atende a uma determinação da Justiça depois de o Ministério Público Federal questionar uma portaria assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que proibia o uso dos aparelhos. A Advocacia-Geral da União informou que as multas serão aplicadas aos motoristas infratores.

Irmãos caicoenses são assassinados no sertão da PB


Na manhã desta segunda-feira (23), foi  encontrado dois corpos de dois caicoenses às margens da rodovia PB-323, entre as cidades de Catolé e Brejo do Cruz.

Tudo começou quando na noite deste domingo (22), por volta das 18h10, um grupo de aproximadamente 20 motociclistas que haviam participado de um campeonato de manobras de motos realizado no Clube ADECOBE, em Brejo do Cruz, retornavam para Catolé do Rocha, quando foram surpreendidos por atiradores que surgiram de dentro do matagal as margens da rodovia.

No momento três jovens foram baleados, mas conseguiram chegar até o Hospital Regional de Catolé do Rocha, onde foram atendidos e estão fora de perigo.

Mas já na manhã desta segunda-feira (23), os pais de dois jovens sentiram a falta dos mesmos e acionaram a Polícia Militar, que retornou ao local do sinistro, e para tristeza de todos, foram encontrados os dois corpos dos jovens que estavam sendo procurados.

As vítimas foram os irmãos José Willian de Oliveira, e Maxuel Gomes de Oliveira, naturais de Caicó (RN), que atualmente residiam na Rua Evaldo Barreto, Loteamento São Paulo, zona oeste de Catolé do Rocha (PB).

 

Fonte : Catolé News / Plantão Caicó



Nova versão do Minha Casa, Minha Vida é adiada para 2020


O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, anunciou durante uma coletiva de balanço anual, que o lançamento do programa habitacional que vai substituir o Minha Casa, Minha Vida – ainda sem nome oficial -, será adiado por causa dos custos operacionais, que ainda estão sendo discutidos com operadores financeiros. O ministro disse que o nome e os detalhes do programa deverão ser revelados ainda em janeiro de 2020, pelo presidente Jair Bolsonaro.

O programa havia sido anunciado no início do mês e, de acordo com o ministro, a medida provisória que cria o benefício já foi redigida. O entrave está nas taxas praticadas pelos bancos, que estão acima da meta desejada, disse o ministro. “Os custos precisam ser módicos o suficiente para fazer sentido. Qualquer custo que supere 10%, o governo já torce o nariz. Esse custo é muito alto para uma transação. E temos uma meta, que não seja utilizado mais de 10% do valor do voucher [em taxas]”, disse.


Outro impasse para o lançamento do novo programa é a ausência na previsão orçamentária para 2020. Mas Gustavo Canuto se disse otimista em relação aos fundos para o programa. “Temos uma expectativa otimista de que deve haver uma brecha orçamentária. O Congresso Nacional fez um esforço para realocar verbas. Talvez isso abra espaço [para o novo programa]”, argumentou.

A quantidade de casas financiadas pelo novo programa vai variar de acordo com o orçamento que será disponibilizado. A média dos vouchers será de R$ 60 mil, podendo oscilar de acordo com o mercado de regiões específicas. O voucher também deve ser usado para pagar as taxas operacionais.

De acordo com Canuto, os terrenos onde serão feitas as construções não está incluído no tíquete, e poderá ser adquirido por meio de parcerias com estados e municípios. “Isso [a parceria entre União e estados] já existe hoje. A maioria dos empreendimentos tem uma parceria do estado, que doa o terreno para fazer a construção. Aqueles estados que quiserem complementar o voucher com mais 10 mil, 20 mil, estarão aptos a resolver a situação do cidadão”

O novo programa utilizará a base de dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único), porta de acesso para diversos programas sociais de distribuição de renda e de benefícios continuados.


Delator relata esquema milionário de propina e mordomias ilegais envolvendo Ricardo Coutinho, ex-governador da PB


O empresário Daniel Gomes relatou a investigadores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) que superfaturava contratos e pagava 10% do valor em propina ao ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB). Daniel tinha contratos com o governo na área da Saúde por meio de duas organizações sociais – entidades privadas sem fins lucrativos. O esquema foi desarticulado na Operação Calvário, e o empresário preso em dezembro do ano passado. Ele fez delação premiada e agora responde em liberdade.

Em vídeos exibidos neste domingo (22) pelo Fantástico, o agora delator afirma aos investigadores que os repasses foram negociados com Ricardo Coutinho desde 2010 e que o esquema ilegal continuou com o atual governador João Azevêdo (sem partido). “O Ricardo era o líder, indiscutivelmente”, afirma.

O empresário também pagou com dinheiro de corrupção as despesas de Coutinho em São Paulo, no show do Roger Waters em 2018, e no Rio de Janeiro, no desfile das escolas de samba de 2012.

G1