Cantor Baiano pede vaia para PM e acusa de abuso de poder: ‘Agressores’

09:49:00


    Foto: Inácio Teixeira/ Secom


O cantor e deputado Igor Kannário pediu uma vaia para a Polícia Militar da Bahia na tarde desta segunda-feira (24), quando puxava sua pipoca no Campo Grande. De cima do trio, ele viu a PM passando com agressividade para desfazer uma rodinha em meio aos foliões.

“Peço à imprensa, filma isso aí. Isso é abuso de poder, aubuso de autoridade. Quero uma vaia para a Polícia Militar da Bahia”, afirmou, sendo atendido. Os foliões vaiaram e depois gritaram “Uh, é o Kannário”.

Depois, ele retomou a música Embrazando, mas um pouco à frente Kannário falou que a PM pode fazer algo contra ele. “Se acontecer alguma coisa comigo, quem mandou me matar foi alguém da Polícia Militar”, acrescentou.

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) não quis comentar as declarações do parlamentar. Mais tarde, a Polícia Militar divulgou uma nota de repúdio.

“Além da atitude irresponsável e criminosa o também deputado federal incitou os foliões contra os policiais militares que faziam o policiamento do circuito Osmar.

É inaceitável que qualquer pessoa, ainda mais um parlamentar, tente comprometer a honra da instituição e de policiais militares que estão comprometidos e empenhados na defesa da sociedade baiana. Todas as medidas judiciais cabíveis que o caso requer serão adotadas”, diz a nota.

Kannário não ficou calado e divulgou uma nota para a imprensa dizendo que ‘não irá se calar quando excessos forem cometidos’. Leia a nota divulgada pela assessoria de imprensa do artista:

“O deputado federal Igor Kannário vem a público esclarecer os fatos ocorridos nesta segunda-feira (24) durante a passagem da pipoca do cantor pelo circuito Osmar (Campo Grande). Kannário informa que, ao observar um tratamento agressivo de alguns policiais militares contra foliões, solicitou uma abordagem adequada dos profissionais. O deputado ressalta seu respeito e admiração pela instituição Polícia Militar, que tanto se dedica diariamente aos baianos. Contudo, Kannário enfatiza que não irá se calar quando excessos forem cometidos, como ocorreu nesta segunda”.

Nesta terça-feira (25), no início da tarde, o governador Rui Costa informou que acionou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para que tome as medidas legais cabíveis contra o cantor e deputado federal. Rui comentou a decisão em seu perfil no Twitter, afirmando que é “inaceitável o ato público de desrespeito e agressão contra a Polícia Militar da Bahia registrado ontem no Campo Grande”.

Jornal Correio

Leia Também...

0 comentários