Mandetta contraria Bolsonaro e pede manutenção de restrições impostas por estados

20:27:00


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu nesta segunda-feira que sejam mantidas as recomendações feitas pelos estados para conter o avanço da epidemia do novo coronavírus, que já matou 159 pessoas e contaminou 4.579 no país. Os gestores locais têm imposto medidas para restringir a circulação de pessoas e de algumas atividades econômicas, na contramão do que quer o presidente Jair Bolsonaro. "Por enquanto mantenham as recomendações dos estados, porque nesse momento é a medida mais recomendável, porque temos muitas fragilidades ainda no sistema de saúde", disse Mandetta. Desde a entrevista coletiva de sábado, Mandetta vem dando declarações contrárias às de Bolsonaro. O Ministério da Saúde pede, por exemplo, para que as pessoas evitem ao máximo sair à rua, para diminuir o risco de contágio. Já Bolsonaro é favorável ao isolamento vertical, ou seja, apenas dos grupos de risco, como idosos e pessoas com outras doenças. Mandetta não citou o termo "isolamento vertical", mas indicou que ele não é capaz de funcionar. "É só pegar as pessoas com mais de 60 anos e cuidar? Como se essas pessoas estivessem dentro de uma cápsula. Essas pessoas moram com vocês, têm netos, têm filhos, trabalham, pegam ônibus, são ambulantes", disse Mandetta. No site do #JornalOGlobo, leia mais.

Agência O Globo - @plantaocaico

Leia Também...

0 comentários