Bolsonaro cancela acordo firmado pelo Ministério da Saúde para comprar 46 milhões de vacinas Chinesas

outubro 21, 2020



O presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar o acordo feito pelo Ministério da Saúde para comprar 46 milhões de doses da CoronaVac.

Com isso, o governo desautoriza o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que assinou o protocolo de aquisição das doses nesta terça-feira (20).

Ontem, conforme noticiou o Conexão Política, o Ministério da Saúde anunciou a compra das vacinas contra covid-19, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

Pazuello ressaltou , inclusive, que as doses das vacinas seriam distribuídas a todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Horas depois, o anúncio foi comemorado pelo governador João Doria, que classificou a decisão de compra como vitória do Brasil.

Segundo Dória, a “aprovação feita foi uma vitória da vida, da solidariedade”.

O ‘não’ do presidente da República também foi manifestado nas redes sociais.

Por meio do Facebook, Bolsonaro deixou claro a visão negativa que possui sobre a vacina chinesa.

Ao responder um usuário da plataforma, Bolsonaro assegurou que o Brasil não comprará as substâncias chinesa.

“Qualquer coisa publicada, sem qualquer comprovação, vira traição”, declarou o chefe do Executivo.

Poder360 - @plantaocaico 

Leia Também...

0 Comments