segunda-feira, 20 de abril de 2020


Policial se sensibiliza ao ver idosa com pano no rosto para se proteger da Covid-19 e doa máscaras


Policial se sensibiliza ao ver idosa com pano no rosto para se proteger da Covid-19 e doa máscaras a ela em Goiás. "Estava na entrada da cidade quando vi aquela cena. Pensei, ‘não é possível’. Pedi para o meu colega parar, passei álcool gel nas mãos e a ajudei a colocar a máscara no rosto. Depois ofereci mais uma que eu tinha de reserva para ela levar”, contou.

Fonte : G1 - @plantaocaico 

Coronavírus: Ministério corrige números e diz que houve 113 mortos em 24h; total de óbitos chega a 2.575



O Brasil chegou a 2.575 mortes por Covid-19 nesta segunda-feira. O número de casos confirmados é de 40.581. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde por volta das 18h, após o próprio ministério ter divulgado um total de mortes de 2.845 no meio da tarde. No último balanço do governo, no domingo, o total de infectados chegava a 38.654 e 2.462 mortes confirmadas.

De acordo com o Ministério da Saúde, o número incorreto divulgado mais cedo foi um "erro de digitação" nos dados de mortes do estado de São Paulo. Inicialmente, o ministério informou que o número de mortos no estado era de 1.307 casos. Na realidade, segundo o órgão, o total de óbitos em São Paulo é de 1.037.

Com isso, o crescimento no número de mortes nas últimas 24 horas foi de 4,5%. No domingo, eram 2.462 mortes.

De domingo para segunda, foram registrados 1.927 novos casos da doença, um crescimento de 4,9%. No domingo, eram 38.654 casos confirmados.

Os estados com o maior número de casos são: São Paulo (14.580), Rio de Janeiro (4.899), Ceará (3.482), Pernambuco (2.690) e Amazonas (2.160).

Os estados com os maiores números de mortes são: São Paulo (1.037), Rio de Janeiro (422), Pernambuco (234), Ceará (198) e Amazonas (185).

Atualmente, 11 estados têm mais de mil casos registrados da doença: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco, Ceará, Bahia, Maranhão e Amazonas.

Fonte: O Globo
@plantaocaico

Super promoção na Lk Multimarcas

TENTATIVA DE FUGA NO CEDUC EM CAICÓ


Por volta 17:00 hs desta segunda-feira (20), policiais militares foram enviados ao Ceduc de Caicó com uma informação de uma fuga no Ceduc em Caicó.

Após uma contagem dos internos, foi constatado que foi apenas uma tentativa de fuga na unidade.

 @plantaocaico 

Covid-19: Caixa e Sebrae oferecem crédito ao pequeno empresário


A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta segunda-feira (20), um convênio com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para oferecer crédito a micro e pequenas empresas e MEI (microempreendedores individuais). A medida será operacionalizada por meio do Fampe (Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas), do Sebrae, e que oferece as garantias complementares.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a expectativa do banco é disponibilizar o montante de R$ 7,5 bilhões em crédito, valor que representa cerca de 1% da carteira do banco.

Guimarães disse, durante videoconferência com a participação do presidente da entidade, Carlos Melles, que o crédito vai atender a um dos segmentos mais afetados pela redução na atividade econômica com as medidas de isolamento social adotadas em razão da pandemia do novo coronavírus.

“Esta operação é extremamente importante porque oferece o crédito para uma parcela do segmento da economia que não tem tido a oportunidade dessa oferta ultimamente”, disse.

Segundo Guimarães, os empréstimos terão um período de carência que pode chegar a 12 meses e os prazos de pagamento podem variar de 24 a 36 meses. Guimarães disse ainda que as garantias complementares concedidas pelo Sebrae por meio do Fampe vão permitir ao banco a adoção de taxas 40% menores do que as praticadas pelo banco.

“A Caixa sempre foi um banco de apoio a esse segmento. Neste momento vamos acelerar o movimento que já existia [de oferta de crédito]. Temos um momento muito especial dado esse problema todo de saúde que faz com que haja um reforço muito grande da nossa estratégia”.

Oferta de crédito

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, a oferta de crédito pode atingir 42 milhões de pessoas. As micro e pequenas empresas e MEI interessados no acesso aos recursos devem acessar o portal da Caixa para manifestar o interesse.

“Vamos fazer um credito assistido, que vai ser acompanhado administrativamente pelo Sebrae e pela Caixa Econômica”, disse Melles.

Serão disponibilizados até R$ 12,5 mil para os MEI, com carência de nove meses e taxas de juros de 1,59% ao mês, com prazo de dois anos para o pagamento. Já as micro empresas poderão requerer linhas de até R$ 75 mil. Nesse caso, a carência é de 12 meses, com prazo de amortização em até 30 meses, a taxas de 1,39%.

As empresas de pequeno porte poderão acessar até R$ 125 mil em crédito, também com carência de 12 mesese prazo de pagamento de até 36 meses a juros de 1,19%.

Melles disse que a expectativa inicial do Sebrae era de que o montante disponibilizado pela Caixa chegasse a R$ 12 bilhões. O presidente da Caixa disse que o banco até pode aumentar o volume de crédito, mas se houver muita demanda e as operações forem lucrativas para a Caixa.

“As operações só serão realizadas se for para a Caixa ganhar dinheiro. Nós não fazemos operação de subsídio para ninguém neste governo”, disse.

“Não há a mais leve possibilidade da Caixa realizar qualquer operação que não seja sustentável no longo prazo. Por causa disso, pode até chegar a R$ 12 bilhões, mas hoje a expectativa com as análises internas da Caixa são R$ 7,5 bi. É um dia após o outro”, afirmou.

R7, com Agência Brasil - @plantaocaico



Malote de supermercado é roubado na manhã desta segunda-feira em Caicó



Por volta 11:00 hs desta segunda-feira (20), dois indivíduos armados renderam uma jovem e roubaram da mesma os seus pertences e uma bolsa com um certo valor em dinheiro do Supermecado São Francisco do Bairro Boa Passagem na zona norte de Caicó.

O crime ocorreu nas proximidades do Supermecado. Os criminosos fugiram em uma moto.

@plantaocaico 

Saque em dinheiro do auxílio emergencial começa dia 27


Benefício de R$ 600, pagos a trabalhadores de baixa renda afetados pela pandemia de coronavírus, o auxílio emergencial começará a ser sacado em dinheiro no próximo dia 27.

Os saques ocorrerão conforme o mês de nascimento do beneficiário. As retiradas ocorrerão no dia 27 para os nascidos em janeiro e fevereiro, no dia 28 para os nascidos em março e abril, 29 para os nascidos em maio e junho, 30 para os nascidos em julho e agosto. Em maio, será a vez de os nascidos em setembro e outubro sacarem o benefício no dia 4; e os nascidos em novembro e dezembro, no dia 5.

O dinheiro poderá ser retirado sem a necessidade de cartão em casas lotéricas, caso elas estejam abertas, e em caixas eletrônicos.

A Caixa ressalta que não é necessário retirar o dinheiro porque o dinheiro depositado na poupança digital pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, para pagamento de boletos e contas domésticas e para transferências ilimitadas para contas da Caixa, permitindo até transferências mensais gratuitas para outros bancos nos próximos 90 dias.

Por Agência Brasil - @plantaocaico 


Nos EUA, Covid-19 já mata mais por dia do que câncer e doenças cardíacas



A Covid-19 já é hoje a principal causa de morte dos Estados Unidos. No país, o vírus tem provocado cerca de 1.800 mortes por dia desde 7 de abril, e o número real pode ser um subnotificado. Segundo o jornal “New York Times”, é mais do que as doenças cardíacas, que normalmente matam 1.774 americanos por dia, e que o câncer, que faz 1.641 vítimas a cada 24 horas no país.

Embora as curvas epidemiológicas comecem a indicar um platô, com menos internações hospitalares em Nova York, o centro da epidemia no país, e menos pacientes Covid-19 nas UTIs, o número diário de mortes pode não diminuir tão cedo: modelo epidemiológico frequentemente citado pela Casa Branca, produzido pelo Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington, previa originalmente de 100 mil (no melhor cenário) a 240 mil mortes até o ápice do verão do hemisfério norte, que começa no fim de junho. A previsão agora caiu para 60 mil.

Neste domingo, os EUA chegaram a 40 mil mortes confirmadas devido à Covid-19, apenas quatro dias após registrar 30 mil óbitos. O aumento aconteceu depois de Nova York passar a contabilizar mortes não provadas, mas prováveis, decisão tomada na última quarta-feira.

Os EUA levaram 38 dias após registrar seu primeiro óbito, em 29 de fevereiro, para atingir 10 mil mortes em 6 de abril, mas apenas mais cinco dias para alcançar 20 mil mortos.

O país tem de longe o maior número mundial de casos confirmados de coronavírus, com mais de 744 mil infecções. No sábado, os novos casos aumentaram quase 29 mil, o menor aumento em três dias.

ESTADÃO CONTEÚDO - @plantaocaico 


Brasil é 11º país com mais mortes por coronavírus


O Brasil está próximo de entrar no ranking dos 10 países com mais vítimas do novo coronavírus (Sars-CoV-2), em números absolutos, de acordo com as informações do Centro Universitário John Hopkins.

Até este sábado (18), o país registra 2.372 óbitos confirmados pela Covid-19, ocupando a 11ª colocação dos casos fatais. Na 10ª posição, estão os Países Baixos, que segundo o governo, já atingiram o pico da doença.
   
O país que mais registra mortes continua sendo os Estados Unidos, com 39.095, seguido pela Itália (23.227), Espanha (20.453), França (19.323) e Reino Unido (16.060). Na sexta posição está a Bélgica (5.683), depois vem Irã (5.118), China (4.636) e, na nona colocação, a Alemanha (4.547). Fechando o top-10 estão os Países Baixos com 3.684 mortes. Ao todo, são 162.032 mortes confirmadas por Covid-19 até às 12h30 deste domingo (19). Destes, mais de 100 mil estão em países da Europa. Entre os países que mais registram contaminações, o Brasil está na 12ª posição, com 36.925 casos confirmados - atrás de Bélgica (38.496), Rússia (42.853), Irã (82.211), Turquia (82.329) e China (83.805).
    
As seis nações mais afetadas pela doença já ultrapassaram a barreira dos 100 mil casos. Estados Unidos lideram também, com 735.366, seguido por Espanha (195.944), Itália (175.925), França (152.978), Alemanha (144.348) e Reino Unido (121.168).

Fonte: Época - @plantaocaico