sábado, 11 de julho de 2020


Confirmado 3 novos casos de Covid-19 neste sábado (11), em Caicó


A Secretaria Municipal de Saúde vem por meio desta divulgar o registro de TRÊS novos casos de COVID-19 no município, sendo os 3 comunitários (transmissão entre os residentes do município de Caicó). No dia de hoje não tivemos nenhum caso recuperado. 

CASOS COMUNITÁRIOS:

633- Mulher de 30 anos, Residente no bairro Alto da Boa Vista, PCR Particular, em isolamento domiciliar.

634- Homem de 31 anos, Residente no bairro Alto da Boa Vista, PCR Particular, em isolamento domiciliar.

635- Mulher de 36 anos, Residente no bairro Barra Nova, PCR Particular, em isolamento domiciliar.

Oportunamente ressalta-se que o final de semana é atípico no registro de casos tendo em vista o não funcionamento das Unidades Básicas de Saúde que realizam Testagem Rápida, os laboratórios privados estarem fechados os quais realizam exames de Swab e Sorologia e no dia de hoje não termos recebido nenhum resultado de exame do LACEN. 

@plantaocaico 

Covid-19 : Brasil registra 1.071 óbitos e 39.023 casos nas últimas 24h, total de mortes chega a 71.469 e infectados são 1.839.850




O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (11):

– Registro de 1.071 óbitos nas últimas 24h, totalizando 71.469 mortes;

– Foram 39.023 novos casos de coronavírus registrados, no total 1.839.850 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 1.100.873, são mais 22.110 pacientes curados em relação ao boletim de ontem. Outros 667.508 pacientes estão em acompanhamento.

@plantaocaico 


Incêndio em prédio da saúde destrói 2 mil testes rápidos de coronavírus, no interior de SP


Foto: divulgação/Prefeitura de Botucatu


Um incêndio destruiu 2 mil testes rápidos para detecção do coronavírus, na madrugada deste sábado (11/7) em Botucatu, interior de São Paulo.

O material, que seria utilizado em programas de testagem da população, estava armazenado no almoxarifado da secretaria municipal de saúde, que pegou fogo.

As chamas destruíram também insumos e equipamentos. Conforme o Corpo de Bombeiros, as chamas irromperam em um vagão de madeira abandonado na linha férrea que passa nos fundos do prédio. O fogo consumiu o vagão e se propagou para o prédio da saúde.

Equipes dos bombeiros e da defesa civil deram combate ao incêndio, mas o prédio foi praticamente destruído pelas chamas. Não houve feridos. A Polícia Civil fez perícia nas instalações. Um inquérito vai apurar as causas do incêndio. A suspeita é de que vândalos tenham ateado fogo ao vagão.

Segundo o prefeito Mário Pardini (PSDB), que acompanhou o combate às chamas, o prejuízo só não foi maior porque parte dos testes disponíveis para controle da covid-19 estava em outro prédio.

Segundo ele, o trabalho de testagem não será interrompido porque a cidade deve receber 14 mil testes nos próximos dias. Com 145 mil habitantes, Botucatu tem 823 casos confirmados e 18 óbitos pelo coronavírus.

Metrópoles - @plantaocaico 


ENERGIA SOLAR TRIPLICA EM UM ANO NO BRASIL

Apesar da pandemia, nos ultimos 6 meses o setor cresceu 45%, e os bancos tem oferecido financiamento com parcela menor do que a economia na conta.

Comece já a gerar sua energia!

No Interior do Nordeste uma das empresas que vem se destacando no segmento é a caicoense, Sol Energy Engenharia com projetos executados em residências e grandes indústrias.


O Hospital Regional do Seridó recebeu nessa sexta-feira (10) 4 ventiladores mecânicos através do Projeto Todos pela Saúde


O Hospital Regional do Seridó recebeu nessa sexta-feira (10), 4 ventiladores mecânicos através do Projeto Todos pela Saúde.

Os equipamentos já foram montados e instalados,  sendo ampliada a capacidade de leitos intensivos ( UTI) no serviço.

O Hospital passou a dispor de 48 leitos para pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19, sendo 30 de UTI e 18 clínicos.

@plantaocaico 

PROJETO DETERMINA ATÉ 4 ANOS DE PRISÃO PARA QUEM DESPERDIÇAR DINHEIRO PÚBLICO DA SAÚDE


O Senado vai analisar um projeto de lei que endurece punições para gestões irresponsáveis e criminosas no serviço público de saúde. O PL 3.582/2020, de autoria do senador @Lasiermartins (Podemos-RS), cria o tipo penal de desperdício de recursos públicos destinados à saúde e agrava a pena de crimes que resultarem em dano aos recursos ou bens do setor, em até quatro anos de cadeia.
O texto altera o Código Penal e a Lei de Licitações para criminalizar o desperdício de recursos públicos destinados à saúde. De acordo com a proposta, desperdiçar, dilapidar, malgastar ou prodigalizar essas verbas resultará em pena de reclusão de seis meses a quatro anos, se o fato não constituir crime mais grave. Se o crime for culposo — ou seja, sem a intenção planejada —, a reclusão é de três meses a dois anos. As penas poderão ser aumentadas de um a dois terços, caso o delito ocorra durante calamidade pública.
Segundo o projeto, a condenação ainda pode ser triplicada caso a má conduta resulte em superfaturamento, demanda superdimensionada, entrega em quantidade ou qualidade inferior ou com defeito insanável de bens ou recursos destinados à saúde.
Corrupção
Para Lasier, não é de hoje que o Brasil sofre com o fenômeno da corrupção e com outras ações criminosas cometidas contra os recursos públicos. Ele afirma que a corrupção no país tem raízes históricas, mas durante a atual pandemia da covid-19 atingiu o nível mais absurdo, “com a faceta da crueldade e do total desprezo pela vida”.
“São estarrecedoras as denúncias e as investigações já em curso sobre a atuação de grupos criminosos que, aproveitando-se do momento de crise, agem para abocanhar gordas fatias do forçoso endividamento do Estado em decorrência do enfrentamento da pandemia pela covid-19”, argumenta.
Ainda não há previsão de data para análise da proposta.

@plantaocaico