segunda-feira, 13 de julho de 2020


CONFIRMADO 65 NOVOS CASOS DE COVID-19 NESTA SEGUNDA-FEIRA (13), EM CAICÓ


A Secretaria Municipal de Saúde informa a confirmação de 65 novos casos (63 comunitários + 02 institucional) e 07 recuperados de Covid-19 neste 13 de Julho de 2020.

636- Homem de 63 anos, Centro, PCR, em isolamento domiciliar.
637- Mulher de 33 anos, Vila Altiva, PCR, em isolamento domiciliar.
638- Homem de 38 anos, Maynard, PCR, em isolamento domiciliar.
639- Mulher de 32 anos, Boa Passagem, PCR, em isolamento domiciliar.
640- Mulher de 65 anos, Centro, PCR, em isolamento domiciliar.
641- Mulher de 38 anos, Vila Altiva, PCR, em isolamento domiciliar.
642- Mulher de 74 anos, Centro, PCR, em isolamento domiciliar.
643- Homem de 29 anos, Walfredo Gurgel, PCR, em isolamento domiciliar.
644- Homem de 77 anos, Centro, PCR, em isolamento domiciliar.
645- Homem de 31 anos, Recreio, PCR, em isolamento domiciliar.
646- Mulher de 38 anos, Castelo Branco, PCR, em isolamento domiciliar.
647- Homem de 42 anos, Serrote Branco, PCR, em isolamento domiciliar.
648- Mulher de 50 anos, Castelo Branco, PCR, em isolamento domiciliar.
649- Homem de 27 anos, Maynard, PCR, em isolamento domiciliar.
650- Homem de 22 anos, Adjunto Dias, PCR, em isolamento domiciliar.
651- Mulher de 35 anos, Nova Caicó, PCR, em isolamento domiciliar.
652- Mulher de 28 anos, Barra Nova, PCR, em isolamento domiciliar.
653- Homem de 49 anos, Itans, PCR, em isolamento domiciliar.
654- Mulher de 33 anos, Itans, PCR, em isolamento domiciliar.
655- Mulher de 29 anos, Paulo VI, PCR, em isolamento domiciliar.
656- Mulher de 52 anos, Paraíba, PCR, em isolamento domiciliar.
657- Homem de 44 anos, Paulo VI, PCR, em isolamento domiciliar.
658- Mulher de 28 anos, Centro, PCR, em isolamento domiciliar.
659- Homem de 43 anos, Serrote Branco, PCR, em isolamento domiciliar.
660- Homem de 56 anos, Paraíba, PCR, em isolamento domiciliar.
661- Mulher de 35 anos, Paulo VI, PCR, em isolamento domiciliar.
662- Homem de 64 anos, Barra Nova, PCR, em isolamento domiciliar.
663- Mulher de 33 anos, Paulo VI, PCR, em isolamento domiciliar.
664- Homem de 21 anos, Recreio, TR particular, isolamento domiciliar.
665- Homem de 50 anos, Walfredo Gurgel, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
666- Homem de 15 anos, Centro, PCR Particular,em isolamento domiciliar.
667- Mulher de 48 anos, Centro, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
668- Mulher de 51 anos, Centro, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
669- Mulher de 13 anos, Centro, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
670- Mulher de 43 anos, Vila Altiva, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
671- Homem de 35 anos, Vila Altiva, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
672- Homem de 18 anos, Centro, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
673- Homem de 35 anos, VilaAltiva, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
674- Mulher de 27 anos, Vila Altiva, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
675- Homem de 73 anos, Recreio, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
676- Homem de 48 anos, Barra Nova, TR, em isolamento domiciliar.
677- Mulher de 63 anos, João XXIII, TR, em isolamento domiciliar.
678- Mulher de 22 anos, Alto da Boa Vista, TR, em isolamento domiciliar.
679- Mulher de 37 anos, Walfredo Gurgel, TR, recuperada.
680- Homem de 27 anos, Vila Altiva, TR, em isolamento domiciliar.
681- Homem de 41 anos, Residente na Zona Rural, TR, em isolamento domiciliar.
682- Mulher de 40 anos, Centro, TR, em isolamento domiciliar.
683- Homem de 36 anos, Vila Altiva, TR em isolamento domiciliar.
684- Homem de 18 anos, Centro, PCR Particular, em isolamento domiciliar.
685- Mulher de 42 anos, Conjunto Santa Clara, TR, em isolamento domiciliar. 
686- Homem de 58 anos, Barra Nova, TR, em isolamento domiciliar.
687- Mulher de 34 anos, Walfredo Gurgel,  TR, em isolamento domiciliar.
688- Homem de 30 anos, apenado P.E.S. , TR, em isolamento.
689- Homem de 19 anos, apenado P.E.S. , TR, em isolamento.
690- Mulher de 31 anos, Walfredo Gurgel, TR, em isolamento domiciliar. 
691- Mulher de 51 anos, Paraíba, TR, em isolamento domiciliar.
692- Mulher de 38 anos, Recreio, PCR, em isolamento domiciliar.
693- Mulher de 42 anos, Penedo, TR, em isolamento domiciliar.
694- Mulher de 39 anos, Recreio, TR, em isolamento domiciliar.
695- Mulher de 26 anos, Residente em bairro não informado, TR, em isolamento domiciliar.
696- Mulher de 33 anos, Centro, TR, em isolamento domiciliar.
697- Mulher de idade não informada,  Centro,TR, em isolamento domiciliar.
698- Mulher de 31 anos, Dascy Fonseca, TR, em isolamento domiciliar.
699- Mulher de 45 anos, Nova Descoberta, TR particular, em isolamento domiciliar.
700- Homem de 22 anos, Barra Nova, PCR, em isolamento domiciliar.

@plantaocaico 

Rússia conclui testes e quer distribuir vacina contra a covid-19 em agosto


A Rússia está mais perto de se tornar o primeiro país a iniciar a distribuição de uma vacina contra o coronavírus para a população. O país anunciou hoje que concluiu parte dos testes clínicos necessários para comprovar a eficácia da imunização desenvolvida por iniciativa do governo russo. A expectativa é de que a distribuição comece já em agosto.

“A pesquisa foi concluída e provou que a vacina é segura”, disse Yelena Smolyarchuk, chefe do centro de pesquisas clínicas da Universidade Sechenov, à agência de notícias estatal TASS.

A vacina aprovada foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa para Epidemiologia e Microbiologia Gamalei. Segundo o diretor da instituição, Alexander Gintsburg, a previsão é que que a vacina “entre em circulação civil” entre 12 e 24 de agosto.

O Ministério da Saúde russo ainda realizará testes bioquímicos da vacina, mas espera finalizar o processo até setembro, mesmo mês para o qual Gintsburg prevê o início da produção em massa por laboratórios privados.

A vacina russa está perto de ser distribuída porque os testes clínicos começaram em junho. A Universidade Sechenov agrupou 38 voluntários remunerados para o estudo. Parte deles já receberá alta nesta quarta-feira (15), quando terão completado 28 dias em isolamento. A intenção foi protegê-los de outras possíveis infecções.

Os voluntários têm entre 18 e 65 anos e ainda serão monitorados por mais seis meses.

Também no mês passado, o exército russo iniciou uma outra frente de testes clínicos da vacina. O estudo vai durar dois meses e segue em andamento.

A Rússia é o quarto país do mundo com o maior número de pessoas contaminadas pelo coronavírus. Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o país tem mais de 730.000 pessoas infectadas e já passou de 11.000 mortes causadas pela covid-19.

UOL - @plantaocaico 


Lei dispensa o cidadão de reconhecer firma e autenticar cópias para lidar órgãos do governo



A Lei n. 13.726/18  simplifica procedimentos administrativos da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.
A lei dispensa, por exemplo, o reconhecimento de firma. Para confirmar a autenticidade de uma assinatura, o agente público deve compará-la com o autógrafo registrado no documento de identidade do cidadão. A norma também elimina a necessidade de autenticação de cópias.

@plantaocaico 

Covid-19 :Nova York tem 1° dia sem mortes após 4 meses




Alívio em Nova York. A cidade, que já foi o epicentro da Covid-19 nos Estados Unidos, teve o primeiro dia sem mortes neste sábado, 11. A prefeitura divulgou a informação neste domingo, 12.

Os dados são Departamento de Saúde e Higiene Mental da cidade. A marca acontece após 4 meses de luta contra o novo coronavírus.

No mesmo dia, sábado, Nova York registrou 341 novos diagnósticos da doença.

“Na ausência de liderança nacional, nossa cidade se adiantou para mostrar o que significa reabrir com segurança”, 

“Com os casos surgindo em todo o país, sabemos que ainda não podemos baixar a guarda e continuaremos a fazer tudo o que pudermos para combater o vírus juntos”. 

Palavras do porta-voz da prefeitura, Avery Cohen à Bloomberg. 

@plantaocaico 

Vacina contra câncer está pronta para testes em humanos



Cientistas australianos estão prontos para testar uma nova vacina contra o câncer em humanos, após o resultado bem-sucedido de estudos pré-clínicos.

A nova vacina foi desenvolvida por uma equipe da Mater Research, sediada no Translational Research Institute, em colaboração com a Universidade de Queensland, na Austrália.

A professora e pesquisadora da Universidade, Kristen Radford confirmou que a vacina tem o potencial de tratar uma variedade de cânceres, inclusive no sangue e é um grande avanço para o câncer de mama também.

“Esperamos que esta vacina possa ser usada para tratar cânceres de sangue, como leucemia mieloide, linfoma não-Hodgkin, mieloma múltiplo e leucemias pediátricas, além de malignidades sólidas, incluindo câncer de mama, pulmão, rim, ovário e pancreático e glioblastoma,” disse Radford.

@plantaocaico