segunda-feira, 20 de julho de 2020


Confirmado 83 novos casos de Covid-19 e 49 pessoas recuperadas nesta segunda-feira (20), em Caicó




859- Homem de idade nao informada,Centro.
860- Mulher de 60 anos,Centro.
861- Mulher de 49 anos,Paraíba.
862- Mulher de 23 anos,Darcy Fonseca.
863- Homem de 42 anos,Barra Nova.
864- Mulher de 52 anos,Paulo VI.
865- Homem de 34 anos,Walfredo Gurgel.
866- Homem de 81 anos,Walfredo Gurgel.
867- Mulher de 37 anos,Paraíba.
868- Homem de 11 anos,Boa Passagem.
869- Homem de 25 anos,Paraíba.
870- Homem de 37 anos, Vila Altiva.
871- Mulher de 33 anos,Penedo.
872- Mulher de 36 anos,Centro.
873- Homem de 71 anos,Centro.
874- Homem de 32 anos, Boa Passagem.
875- Homem de 33 anos,Penedo.
876- Homem de 65 anos,Recreio.
877- Mulher de 69 anos,Centro.
878- Homem de 50 anos, Canutos e Filhos.

879- Homem de 29 anos,Soledade.
880- Mulher de 32 anos,Barra Nova.
881- Homem de 14 anos,Vila Altiva.
882- Homem de 37 anos,Paraíba.
883- Homem de 55 anos, Paulo VI.
884- Mulher de 32 anos,Barra nova.
885- Homem de 50 anos,Centro.
886- Mulher de 83 anos,Paraíba.
887- Mulher de 32 anos,Barra Nova.
888- Homem de 47 anos, Serrote Branco.
889-Mulher de 54 anos,Penedo.
890- Homem de 39 anos, Canutos e Filhos.
891- Mulher de 25 anos,Canutos e Filhos.
892- Mulher de 39 anos,Itans.
893- Homem de 30 anos,Paulo VI.
894- Homem de 39 anos,Centro.
895- Homem de 20 anos,Boa Passagem.
896-Homem de 51 anos,Boa Passagem.
897- Homem de 14 anos,Centro.
898- Homem de 39 anos,Soledade.

899- Mulher de 24 anos,Boa Passagem.
900- Homem de 28 anos,Barra Nova.
901- Mulher de 29 anos,Barra Nova.
902- Mulher de 47 anos,Centro.
903- Mulher de 45 anos,Paraíba.
904- Mulher de 25 anos,Paraíba.
905- Mulher de 54 anos,João XXIII.
906- Homem de 75 anos,Itans.
907- Homem de 23 anos,Boa Passagem.
908- Mulher de 46 anos,Boa Passagem.
909- Mulher de 53 anos,Centro.
910- Mulher de 28 anos,Paraíba.
911- Homem de 25 anos,Vila Altiva.
912- Homem de 23 anos, Zona Rural Sabugi.
913- Mulher de 55 anos,Alto da Boa Vista.
914- Mulher de 33 anos,Walfredo Gurgel.
915- Mulher de 1 ano,Castelo Branco.
916- Mulher de 5 anos,Castelo Branco.
917- Homem de 42 anos,Alto da Boa Vista.
918- Homem de 14 anos,Alto da Boa Vista.

919-Mulher de 37 anos,Alto da Boa Vista.
920- Mulher de 37 anos,Samanau
921- Mulher de 50 anos,Canutos e Filhos
922-Homem de 64 anos,Paraíba
923- Homem de 72 anos,Centro
924- Homem de 63 anos,Canutos e Filhos
925- Homem de 52 anos,Centro
926-Mulher de 46 anos,Centro
927- Homem de 35 anos,Paulo VI
928- Homem de 67 anos,Centro.
929- Mulher de 70 anos,Centro.
930- Mulher de 56 anos,Barra Nova.
931- Homem de 34 anos,Centro.
932- Homem de 19 anos,Paulo VI.
933- Mulher de 38 anos,Paraíba.
934- Homem de 35 anos,Walfredo Gurgel.
935- Homem de 47 anos,Soledade.
936- Homem de 52 anos,Barra Nova.
937- Mulher de 22 anos,Paulo VI.
938- Mulher de 21 anos,Boa Passagem.
939- Mulher de 46 anos,Boa Passagem
940- Mulher de 24 anos, Boa Passagem,
941- Homem de 28 anos,Walfredo Gurgel.

@plantaocaico 

Moto é furtada nesta segunda-feira (20), em Caicó


No fim da tarde desta segunda-feira (20), foi registrado o furto de uma moto CG 160 de placa QGO - 3H86 de cor vermelha. O furto ocorreu em frente uma fábrica de bonés no Bairro Vila Altiva na zona leste de Caicó.

@plantaocaico.

Vacina Chinesa contra a Covid que será testada no Brasil chega em São Paulo



A vacina chinesa que vai começar a ser testada no Brasil pelo Instituto Butantan chegou no final da madrugada desta segunda-feira (20) ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. O avião saiu de Frankfurt, na Alemanha, e, após 11 horas de viagem, pousou por volta das 4h20 em Cumbica.

As vacinas seguem ainda nesta segunda-feira para o Instituto Butantan, que já pode, portanto, começar a fase de teste. Para essa primeira etapa de análises, apenas profissionais da saúde de São Paulo, de outros 3 estados e do Distrito Federal vão participar da pesquisa. Segundo o governador João Doria, os testes vão durar 3 meses.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou no dia 3 de julho a terceira fase de testes da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa de biotecnologia Sinovac. O pedido de autorização foi feito pelo Instituto Butantan.

Doria já havia anunciado no dia 11 de junho a parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês. Na ocasião, o governador disse que, se comprovada a eficácia e segurança da vacina, ela será produzida no país e disponibilizada no SUS a partir de junho de 2021.

Esses novos testes da fase 3 da CoronaVac, nome da vacina, serão feitos em larga escala e precisam fornecer uma avaliação definitiva da eficácia e segurança, isto é, a vacina precisa ser capaz de criar anticorpos para imunizar contra a Covid-19.

Em todo o Brasil, serão escolhidos 9 mil voluntários distribuídos em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

Este é o segundo teste de vacina contra a covid-19 liberado pela Anvisa no país. No dia 2 de junho, a Agência autorizou o ensaio clínico da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

CoronaVac

A vacina da Sinovac já foi aprovada para testes clínicos na China. Ela usa uma versão do vírus inativado. Isso quer dizer que não há a presença do coronavírus Sars-Cov-2 vivo na solução, o que reduz os riscos deste tipo de imunização.

Vacinas inativadas são compostas pelo vírus morto ou por partes dele. Isso garante que ele não consiga se duplicar no sistema. 


Rússia anuncia êxito em testes de vacina contra covid-19 “voluntários recebeu alta nesta segunda-feira”


A Rússia anunciou nesta segunda-feira (20/07) ter concluído com sucesso a fase de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19. Os testes foram realizados no Hospital Militar Central Burdenko, em Moscou, em conjunto com o Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya.

Em comunicado, o Ministério da Defesa russo afirmou que o segundo grupo de voluntários recebeu alta nesta segunda-feira. As autoridades também anunciaram que “os resultados das análises mostram de forma inequívoca que todos os voluntários desenvolveram uma resposta imunitária como resultado da vacina” e que ela não provocou “complicações” ou “reações indesejadas”.

Os voluntários foram vacinados em 23 de junho e serão submetidos em 4 de agosto a uma nova série de análises de controle para confirmação dos resultados e inocuidade da vacina. Segundo o Ministério da Defesa, os ensaios clínicos foram realizados “em concordância com a metodologia científica e com a legislação em vigor, sem encurtar os prazos da investigação para que sejam evitados riscos posteriores”.

Na quinta-feira passada, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá acusaram o país de tentar roubar informações de pesquisadores que procuram uma vacina contra a covid-19. As três nações alegaram que o grupo de hackers APT29  – também conhecido como Cozy Bear e The Dukes e que “quase certamente atua como parte do serviço de inteligência russo” – atacou instituições de pesquisa acadêmicas e farmacêuticas envolvidas no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. Não foi informado se alguma informação foi realmente roubada.

O Cozy Bear foi identificado por Washington como um dos dois grupos de hackers ligados ao governo russo que invadiu a rede de computadores do comitê nacional do Partido Democrata e roubou e-mails antes das eleições presidenciais de 2016.

A Rússia registra oficialmente mais de 770 mil casos de covid-19 e mais de 12 mil mortes em decorrência da doença. Em todo o mundo, já foram registrados mais de 14,5 milhões de infecções e mais de 606 mil óbitos, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Mais de 210 países e territórios registraram infecções desde o primeiro caso reportado na China, em dezembro de 2019, de acordo com a agência de notícias Reuters.

A rápida propagação da doença fez diversos países acelerarem estudos sobre uma vacina capaz de conter o novo coronavírus, chamado de Sars-Cov-2. Pesquisadores de todo o mundo correm contra o tempo para tentar concluir em poucos meses etapas de testes normalmente desenvolvidas ao longo de anos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no total, existem no mundo 160 iniciativas para desenvolver uma vacina.

DW BRASIL - BG