quarta-feira, 23 de setembro de 2020


Confirmado 34 novos casos de Covid-19 e 20 pessoas recuperadas nesta quarta-feira (23), em Caicó


Nesta quarta-feira (23), a Secretaria Municipal de Saúde vem por meio desta divulgar o registro de TRINTA E QUATRO novos casos de COVID-19 no município, sendo TODOS comunitários.

Comunicamos também a recuperação de VINTE pessoas na comunidade.

Com relação aos casos de hoje, 20 são do sexo feminino e 14 masculinos. Deste 02 crianças.

Os casos residem;
10- Centro;
01 -Walfredo Gurgel;
06- Barra Nova;
02- Paraíba;
01- Recreio.
03-Boa Passagem;
02-Samanaú;
02- Penedo;
01- Nova Caicó;
01- Acampamento;
03- Castelo Branco;
01- Nova Descoberta;
01-IPE.

Destes 10 foram confirmados por TR e 24 por RT-PCR.

@plantaocaico 

PRF prende homem por porte ilegal de arma de fogo em Caicó

A Polícia Rodoviária Federal prendeu, no início da noite desta segunda-feira (21), no Km 106 da BR 427, em Caicó, um homem de 34 anos, por portar ilegalmente uma arma de fogo.
Durante fiscalização, os policiais abordaram um ônibus COMIL de cor branca. Ao verificar o interior da cabine do veículo, foram encontrados um revólver calibre 32 e seis munições intactas.
Por não possuir porte, o homem foi preso e a ocorrência encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Caicó/RN.

#PRF191RN - @plantaocaico 

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves acumula 60,76 de sua capacidade


O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (22), indica que as reservas hídricas superficiais totais estaduais somam 2.272.999.602 m³, que correspondem a 51,93% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No dia 22 de setembro de 2019, as reservas potiguares eram de 1.203.757.557 m³, o equivalente a 27,50% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, acumula 1.441.884.925 m³, que correspondem a 60,76% da sua capacidade total. No mesmo período de setembro de 2019, o manancial represava 675.025.078 m³, equivalentes a 28,45% do seu volume total.

Já o reservatório Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do Estado, acumula 195.612.670 m³, o equivalente a 32,62% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período do mês de setembro do ano passado o reservatório represava 133.445.227  m³, o equivalente a 22,25% da sua capacidade total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, represa atualmente 247.562.033 m³, correspondentes a 84,55% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. Em 22 de setembro de 2019, o açude acumulava 102.809.717 m³, o que equivale a 35,11% do seu volume total.

O açude Boqueirão de Angicos, com capacidade para 16.018.308 m³, acumula 6.700.371m³, o  equivalente a 41,83% da sua capacidade total. Já no ano passado, neste mesmo período, o reservatório estava com 8.482.543 m³, o que equivale a 52,96% da sua capacidade.

A barragem de Pau dos Ferros está com 16.977.872 m³, o equivalente a 30,96% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. O reservatório chegou ao dia 22 de setembro de 2019 com apenas 81.826 m³, equivalentes a 0,15% da sua capacidade.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, represa 11.843.303 m³, equivalentes a 26,66% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³.

Por BG - @plantaocaico 

Polícia Civil deflagra 8ª fase da Operação Parabellum, prende três suspeitos e apreende R$19 mil reais em Macaíba



Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba deflagraram, nesta terça-feira (22), a 8ª fase da Operação “Parabellum”. A operação, que teve como objetivo desarticular a ação de duas organizações criminosas, atuantes no município de Macaíba, resultou em duas prisões em flagrante e um cumprimento de mandado. Segundo as investigações, eles agiam nos bairros Campinas e Lagoa Grande, na área urbana da cidade. 

Foram presos em flagrante pela suspeita da prática dos crimes de porte ilegal de arma, receptação da arma de fogo e por integrar organização criminosa: Reginaldo Geraldo da Silva Júnior, mais conhecido como “Juninho de Boião”, 23 anos, e Josemar de Souza Ferreira, 23 anos. Carmem Lúcia Soares da Silva, 37 anos, foi presa em cumprimento a mandado de prisão em seu desfavor, decorrente de sentença penal condenatória (pena de 4 anos e 3 meses), pela prática do crime de associação para o tráfico. 

O cunhado de Carmem Lúcia, Luiz Wanderson Rodrigues Gomes, 33 anos, conseguiu fugir da ação policial, assim como Palmério Araújo de Oliveira, 23 anos. Luiz Wanderson é condenado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Palmério Araújo é condenado pelos crimes de: causar incêndio em veículo de transporte, lesão corporal, roubo majorado e corrupção de menores, tendo uma pena de 11 anos para cumprir; o crime cometido por ele ocorreu em 2016, quando organizações criminosas passaram a atacar veículos de transporte e agentes de segurança. 

Reginaldo Geraldo da Silva Júnior, mais conhecido como “Juninho de Boião”, e Josemar de Souza Ferreira, que são apontados como responsáveis pelo transporte de drogas e também indicados como auxiliares na fuga de Palmério Araújo, foram abordados após perseguição policial pelo bairro Campinas. Na oportunidade, os policiais civis apreenderam a quantia de mais de R$ 19.000,00 (dezenove mil reais). 

Além disso, com a dupla: Reginaldo Geraldo e Josemar de Souza, que é suspeito da prática dos crimes de roubos e homicídios, no município de Macaíba, foram apreendidas: uma arma de fogo calibre .38, furtada de uma empresa de segurança privada no ano de 2014, além de 19 munições do mesmo calibre. Outros objetos, que sinalizam possível atuação no tráfico de drogas, foram encontrados. 

O nome da Operação "Parabellum" remete ao provérbio latino “se vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado em Macaíba.

Os três presos foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042, que possam auxiliar na localização dos suspeitos Luiz Wanderson Rodrigues Gomes e Palmério Araújo de Oliveira.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS. @plantaocaico 

Ministério da Economia prevê déficit fiscal de R$ 861 bi em 2020


O Ministério da Economia divulgou nesta terça-feira as previsões atualizadas para as contas públicas neste ano. Segundo a pasta, o país deve fechar o ano com déficit de R$ 861 bilhões.

Os dados constam do relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas. Em julho, na última divulgação, a projeção era de que o rombo ficasse em R$ 787,5 bilhões.

O aumento na previsão de déficit está relacionado principalmente ao custo extra de R$ 67,9 bilhões para o pagamento das parcelas extras do auxílio emergencial.

Também estão nessa conta o complemento de R$ 12 bilhões para o Pronampe, programa de crédito a micro e pequenas empresas.

A publicação foi feita sem a habitual coletiva de imprensa com técnicos da equipe econômica. Normalmente, os dados são detalhados pelo secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues.

O auxiliar do ministro da Economia, Paulo Guedes, está sob pressão no governo desde que defendeu o congelamento de aposentadorias e pensões para reduzir despesas obrigatórias e abrir espaço no Orçamento para criar o Renda Brasil.

A proposta foi rejeitada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada. Em vídeo, ele ameaçou de “cartão vermelho” quem defendesse a ideia.

Desde então, Waldery não tem participado de reuniões públicas e tem negado pedidos de entrevistas.

Por lei, o relatório de avaliação de receitas e despesas precisa ser divulgado até o dia 22 de todos os meses ímpares, com os dados referentes ao bimestre anterior.

A legislação também obriga o Executivo a encaminhar o documento ao Congresso, o que foi feito por meio de edição extra do Diário Oficial da União.

Em anos normais, o documento é importante porque define a necessidade de contingenciamento ou liberação de recursos para que o governo cumpra a meta fiscal.

Esse cálculo, no entanto, perdeu relevância neste ano, porque o decreto de estado de calamidade suspendeu a necessidade de cumprimento da meta fiscal estabelecida no Orçamento.

Apesar disso, a equipe da secretaria especial da Fazenda realizou coletivas de imprensa para explicar os números nos relatórios anteriores, divulgados em março, maio e julho.

O Globo - @plantaocaico 


Câmara aprova projeto de lei que aumenta validade da CNH para até 10 anos



A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta terça-feira (22/09), o projeto de lei que aumenta para até 10 anos o prazo máximo de validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em seu relatório, o deputado Juscelino Filho (DEM-MA), relator do texto, manteve a maioria das alterações feitas pelo Senado, como a que permite pena de prisão para motoristas embriagados que provoquem acidentes graves com vítimas.

“Apesar dos avanços com a Lei Seca, muitos condutores insistem em misturar álcool e drogas com direção. Espero que essa mudança represente um avanço no sentido de punir com mais rigor os que provocam acidentes de trânsito ao sentar-se ao volante de um veículo estando bêbado ou sob efeito de entorpecentes”, afirmou o relator à CNN.

O projeto é uma das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro. Em junho do ano passado, o chefe do Executivo foi pessoalmente à Câmara dos Deputados entregar o texto. No entanto, tanto Câmara quanto Senado modificaram muitas sugestões iniciais do Executivo.

O projeto

De acordo com o texto aprovado até aqui, condutores de até 50 anos terão de renovar a CNH apenas a cada 10 anos. Atualmente, o prazo é de 5 anos. Já motoristas entre 50 e 70 anos precisarão renovar após 5 e os acima dessa faixa etária a cada 3 anos. O projeto enviado pelo Palácio do Planalto previa a renovação da carteira de motorista de 10 em 10 anos para condutores até 65 anos.

O texto altera ainda as regras para suspensão da habilitação. A partir de agora, o condutor pode atingir até 40 pontos antes de perder a carteira. Isso, desde que não acumule duas ou mais infrações gravíssimas. Nesse caso, o máximo de pontuação permanece em 20, como é atualmente. Já motoristas profissionais poderão atingir os 40 pontos, independentemente do tipo de infração cometida.

A obrigatoriedade de uso da cadeirinha por crianças seguirá no Código de Trânsito Brasileiro e o seu não uso será punido com multa correspondente a infração gravíssima. Segundo o PL, o equipamento tem de ser adequado ao peso e à altura do menor, sendo de uso obrigatório para menores de até 10 anos ou com menos de 1,45 metro.

CNN Brasil - @plantaocaico