domingo, 8 de novembro de 2020


Homem mata cachorro covardemente a facadas em rua do bairro Planalto


Um flagrante registrado pelas câmeras de segurança de um imóvel em uma rua no bairro Planalto tem causado revolta. Um homem atacou covardemente a facadas um cachorro neste domingo (8) e matou o animal. Primeiro ele se aproxima do cão, arremessa uma pedra e em seguida começa a desferir os golpes de faca.

O animal que não tinha dono, mas era alimentado por moradores, morreu no local. Dois homens perceberam a ação covarde, um deles ainda saiu de casa correndo e até imobilizou o agressor do animal, mas acabou liberando ele após ameaças de amigos do criminoso que estavam em uma conveniência próxima.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal estiverem no local na tentativa de realizar a prisão em flagrante e pedem que qualquer informação que possa levar ao homem seja fornecida via 190 ou pelo número da Delegacia Especializada em Proteção ao Meio Ambiente – DEPREMA – 3232-7402.

Com informações do Agora RN - @plantaocaico 


Polícia Civil cumpre mandado de prisão na manhã deste domingo (08), em Caicó



A Polícia Civil da cidade de Caicó cumpriu um mandado de prisão em desdobramento da operação Fantoche, na manhã deste domingo (08) em uma movimentação política em Caicó. 

Foi presa a jovem identificada por, Ralyne Samara da Silva, conhecida por "Trem Bala", residente no Bairro Walfredo Gurgel na zona oeste de Caicó.

@plantaocaico 

Média de mortes por covid-19 no Brasil cai para 345, a menor desde abril


O Brasil registrou nesta sexta-feira (6) a média de 345 mortes diárias por covid-19, de acordo com o critério de média móvel de sete dias. O dado, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostra que esse é o menor patamar de óbitos desde 28 de abril, quando o país registrou uma média 331,43 mortes diárias.

Na comparação com a sexta-feira anterior (30 de outubro), a média de mortes registrada ontem apresentou uma queda de 21,5%. Já na comparação com o dia 6 de outubro, o recuo foi de 47%.

O pico de mortes por covid-19, de acordo com a média móvel de sete dias, foi registrado no país em 25 de julho, quando foi computada uma média de 1.095,14 óbitos, ou seja, três vezes a mais do que o número apresentado ontem pela Fiocruz.

Casos

A média móvel de pessoas infectadas chegou ontem a 15.733,43 por dia, a menor desde 21 de maio deste ano, quando foram confirmados 15.324,29 casos da doença no país. Na comparação com a semana anterior, houve uma queda de 33,3%. Já em relação ao mês anterior, houve uma redução de 42,3% dos casos. (ABr)

DIÁRIO DO PODER - @plantaocaico