Ministério da Defesa diz que leite condensado é para dar energia aos militares

janeiro 28, 2021



O Ministério da Defesa justificou que a compra de altas quantidades de leite condensado para as Forças Armadas se dá pelo "potencial energético" do item na alimentação de 370 mil homens e mulheres que realizam refeições em 1,6 mil instalações militares em todo o País. Em nota divulgada na noite desta quarta-feira, 27, a pasta chefiada pelo general Fernando Azevedo e Silva afirmou que o contingente militar é "predominantemente jovem, o que pode aumentar as quantidades consumidas". "O leite condensado é um dos itens que compõem a alimentação por seu potencial energético. Eventualmente, pode ser usado em substituição ao leite. Ressalta-se que a conservação do produto é superior à do leite fresco, que demanda armazenamento e transporte protegido de altas temperaturas", diz a nota. Em 2020, o governo federal gastou cerca de R$ 15,6 milhões com leite condensado. O Ministério da Defesa é o órgão que mais comprou leite condensado no ano. A despesa despertou uma série de críticas nas redes sociais e cobrança de explicações por parte de integrantes da oposição. 

(Foto: Flick/Ministério da Defesa) - #OPovo @plantaocaico 

Leia Também...

0 Comments