Volta do auxílio emergencial vai quebrar o Brasil

16:11:00



O presidente Jair Bolsonaro voltou a negar a possibilidade de retomar pagamentos do auxílio emergencial. Em "live" nas redes sociais nesta quinta-feira (28), ele disse que prorrogar o benefício "vai quebrar o Brasil". Mesmo com o aumento de casos e mortes relacionadas à covid-19, o presidente pediu à população que conviva com a doença sem "destruir empregos" e pediu ainda o retorno do público aos jogos de futebol. "Lamento, o pessoal quer que continue (o auxílio), vai quebrar o Brasil. Vem inflação, descontrole da economia, vem um desastre e todo mundo vai pagar caríssimo. Temos que trabalhar", disse. Bolsonaro também voltou a citar que a capacidade de endividamento do país "chegou ao limite". "Temos que conviver com a covid, lamento as mortes mais uma vez, antes que falem que sou insensível. Mas temos que conviver com esse problema, não podemos destruir empregos", disse. Apesar das mais de 221 mil mortes pela covid-19, Bolsonaro defendeu que a população volte a "sorrir" e sugeriu o retorno das torcidas aos estádios de futebol. "Nós temos que voltar a viver, pessoal. Sorrir, fazer piada, brincar, voltar aos estádios de futebol o mais cedo possível, que seja com uma quantidade menor, 20%, 30% da capacidade do estádio, temos que voltar a viver", disse o mandatário.

#PortalR7  - @plantaocaico 

Leia Também...

0 comentários