Laboratório Indiano vai pedir à Anvisa autorização para testar vacina Covaxin no Brasil

23:35:00


A importadora brasileira Precisa Medicamentos solicitará autorização à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conduzir testes clínicos de fase 3 da vacina Covaxin, desenvolvida pelo laboratório indiano Bharat Biotech contra a Covid-19. A medida é necessária para formalizar o pedido de uso emergencial do imunizante no país e, posteriormente, seu registro definitivo. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo G1. A Precisa Medicamentos, que representa a Bharat no Brasil, tem um acordo de intermediação com a Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC), que negocia doses do imunizante contra a Covid-19 para cerca de 300 associadas no Brasil. A oferta no setor privado, no entanto, depende do registro definitivo, uma vez que a exploração comercial é vedada no caso de vacinas aplicadas sob o regime emergencial. De acordo com o G1, a condução dos ensaios clínicos no Brasil ficariam por conta de um hospital. No mês passado, uma delegação da ABCVAC chegou a viajar à Índia para avançar no diálogo com a Bharat por um aporte de 5 milhões de doses. A fase 3 da vacina ainda não foi concluída na Índia, motivo pelo qual sua autorização emergencial pela nação asiática foi recebida com ceticismo da parte de cientistas indianos. A Covaxin consta entre os imunizantes cogitados pelo governo federal no Plano de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 no Brasil, mas ainda não houve sinalização formal de acordo. A vacina é baseada na tecnologia de vírus inativado, a mesma da CoronaVac, adotada emergencialmente no Brasil e desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, e também foi projetada para ser aplicada por meio de duas doses. 

#JornalOGlobo  - @plantaocaico 

Leia Também...

0 comentários