Mulher é presa suspeita de dopar aposentada com bala de iogurte com alucinógeno e roubá-la na saída de caixa eletrônico em Natal

00:20:00



Uma mulher de 42 anos foi presa em flagrante na tarde desta quinta-feira (4) após dopar uma aposentada de 60 anos com uma bala de iogurte com alucinógeno e roubá-la na saída de um caixa eletrônico na Zona Norte de Natal. A idosa ficou cerca de duas horas desacordada. A aposentava havia feito compras em um supermercado na região do Gancho de Igapó. Em seguida, entrou na agência bancária do estabelecimento para sacar dinheiro e seguiu para a parada de ônibus. Foi aí que duas mulheres a abordaram oferecendo uma bala. A vítima aceitou. Segundo a Polícia Civil, cerca de um minuto depois, ela relatou que sentiu um gosto diferente na bala de iogurte e jogou fora. Em seguida, começou a se sentir tonta e passar mal. As suspeitas então ofereceram ajuda, dizendo que moravam perto e poderiam oferecer um copo d'água. Quando elas entraram em um rua lateral, a idosa, ainda acompanhada das suspeitas, precisou se segurar em um muro para não desmaiar. E foi abordada por pessoas nas proximidades, que ofereceram ajuda. "Quando a proprietária da casa (em que a idosa se escorou no muro) se dirigiu a elas, a aposentada disse: 'Essas mulheres me deram uma bala e eu estou passando mal'. Naquele momento, as duas mulheres correram", disse o delegado Jodelci Pinheiro, da 12ª Delegacia de Polícia Civil, no Santarém, que investiga o caso. A vítima informou que elas estavam fugindo com as compras que ela havia feito no supermercado e outros pertences, assim como o dinheiro que havia sacado. "A própria população correu e cerca de duas ruas depois deteve uma delas, de posse dos pertences da vítima. A outra conseguiu se evadir", falou o delegado. As compras no supermercado e os pertences foram recuperados. Mas, dos R$ 800 levados, apenas R$ 100 foram retomados. Quando a Polícia Militar chegou ao local do crime, a vítima de 60 anos já estava desmaiada. Ela foi levada para o Hospital Santa Catarina. "Ela ficou desacordada por aproximadamente 2 horas sob o efeito da droga que tinha na bala", disse o delegado Jodelci Pinheiro.

@plantaocaico 

Leia Também...

0 comentários