Novo Cangaço: oito suspeitos de integrarem quadrilha são mortos pela PM, em Goiás

dezembro 08, 2021


🚔 Oito homens suspeitos de planejar explodir caixas eletrônicos de bancos em Araçu, na região Noroeste de Goiás, foram mortos durante uma ação da Polícia Militar de Goiás, na madrugada desta quarta-feira (8). No local foram apreendidas diversas armas. Segundo a PM, o grupo criminoso planejava mais um ataque típico da modalidade criminosa conhecida como "novo cangaço". 

De acordo com as autoridades, os suspeitos estavam em uma chácara desde a última segunda-feira (6) e planejavam cometer os crimes na cidade de Nova Crixás. Os homens não tiveram as identidades reveladas e têm idades entre 17 a 40 anos.

Em entrevista coletiva, o coronel Marcelo Granja afirmou que o grupo não é do estado de Goiás e teria reagido a tiros após a chegada dos policiais. "Recebemos informações que esse grupo planejava assaltos em Goiás e montamos uma operação. No local, fomos recebidos a tiros pelos suspeitos e revidamos a agressão", detalhou o coronel. 

Os suspeitos foram levados para o Pronto Socorro de Araçu, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Até o fim da manhã desta quarta os corpos continuavam na unidade, ainda não há previsão de liberação dos corpos para os familiares. Nenhum policial ficou ferido durante a ação. 

Foram apreendidos:

Duas armas longas calibre .12
Uma arma longa calibre .20
Cinco pistolas
Dois revólveres calibre .38
Três rádios comunicadores
Explosivos
Celulares

Investigações apontaram ações do "novo cangaço"

Conforme a PM, as investigações iniciais apontam que os suspeitos faziam parte de uma quadrilha do novo cangaço, que comete assaltos a bancos. Segundo ele, o armamento encontrado com o grupo, explosivos e mensagens nos celulares dos suspeitos são provas de que eles cometeriam crimes em Goiás nos próximos dias.

"Pelas conversas a que tivemos acesso, mais criminosos viriam para auxiliar nos assaltos", disse Granja.

Foram apreendidas dez armas de fogo, sendo três espingardas, cinco pistolas e dois revólveres, além de rádios comunicadores e explosivos, que foram detonados na própria chácara. "A chácara é alugada geralmente para eventos. O casal que cuida do local disse que não suspeitou do grupo", explicou o coronel da PM.

Segundo ele, os suspeitos de integrarem a organização criminosa tinham passagens na polícia por roubo de carga e assalto a bancos.

Ação em Varginha deixou 26 suspeitos mortos 

As ações das quadrilhas de roubo a banco tem deixado moradores de cidades do interior assustados. Em outubro, uma operação conjunta da Polícia Militar de Minas Gerais e de agentes da própria PRF resultou na morte de 26 homens suspeitos de integrarem um dos grupos do novo cangaço. De acordo com as autoridades, eles planejavam atacar bancos em Varginha, no sul mineiro.

Os suspeitos reuniam um arsenal de guerra nos dois imóveis no perímetro urbano de Varginha, como metralhadoras ponto 50, armamento que derruba até aeronaves. O grupo usaria a tática também conhecida como "domínio de cidades", onde os criminosos com fuzis e explosivos dominam as forças de segurança, roubam as instituições financeiras e fazem moradores reféns.

Há indícios de que os suspeitos mortos no confronto com a polícia eram membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo.

O que é novo cangaço?

Usada para designar quadrilhas especializadas em grandes assaltos a bancos, a expressão “novo cangaço” foi cunhada há cerca de três décadas no Brasil. Bandos são responsáveis por crimes de grande repercussão, como o assalto à unidade do Banco do Brasil em Araçatuba, em São Paulo, onde os suspeitos pretendiam R$ 90 milhões e impactaram o país com imagens de populares usados como escudos-humanos. 

Em Minas Gerais, bem como em outras regiões do país, os suspeitos não chegam às cidades sem estar munidos com forte armamento – como metralhadoras de alto calibre capazes de derrubar aeronaves, fuzis e pistolas; alguns utilizam também carros blindados, e coletes balísticos são itens indispensáveis para esses criminosos. As ações do novo cangaço são marcadas por extrema violência.

▶️ @plantaocaico 

Leia Também...

0 Comments