quarta-feira, 20 de janeiro de 2021


Covid-19 : São Fernando vacina os profissionais de saúde do município


Os profissionais de saúde do município de São Fernando foram vacinados nesta quarta-feira (20). A médica caicoense, Iasmy foi uma das primeiras a receber a vacina contra Covid-19.

O município recebeu apenas 55 doses e com a chegada dos novos lotes, os outros grupos serão também gradualmente vacinados.

@plantaocaico 

Caicó registra 58 novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira (20)


A Secretaria Municipal de Saúde vem por meio desta divulgar o registro de 58 novos casos de COVID-19 no município.
Com relação aos casos de hoje, foram  18 homens e  40 mulheres, destes  01 criança.

Os casos residem: 


01- Alto da Boa Vista;
01- Acampamento;
01- Barra Nova;
08- Boa Passagem;
01- Bento XI
09- Centro;
02- Canutos e Filhos;
02- Darcy Fonseca;
02- Itans;
04- João XXIII;
02- Maynard;
02- Nova Descoberta;
03- Paraíba;
02- Penedo;
01- Paulo VI;
04- Recreio;
03-Soledade;
01- Samanau;
01- Serrote Branco;
01- Santa Costa;
01- Vila Altiva;
02- Vila do Príncipe;
01- Walfredo Gurgel;
03- Zona Rural.           

TODOS confirmados por RT-PCR.
INFORMAMOS a recuperação de 102 pessoas na Comunidade.

@plantaocaico 

AgroValley : Caicó agora conta com a loja especializada em agropecuária e rações em geral


A Loja AgroValley trabalha com ;

✔Farelo de Trigo
✔Torta de Algodão
✔Farelo de Milho
✔Milho
✔Ração para Equinios
✔Ração para Aves
✔Super Leiteira
✔Torta de Caroço de Algodão Com Casca
✔Variedade em Nutrição Animal.

Informações pelo Telefone/Whatsapp : 84 - 9.934-3102.

A AgroValley fica localizado na Av. Augusto Monteiro, N. 363, por trás da Copia Max no Centro de Caicó.





COVID: Brasil registra 1.340 óbitos e 64 mil casos nas últimas 24h


O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (20):

O país registrou 1.340 óbitos nas últimas 24h, totalizando 212.831 mortes;

Foram 64.385 novos casos de coronavírus registrados, no total 8.638.249 pessoas já foram infectadas.

O número total de recuperados do coronavírus é 7.564.622, com o registro de mais 45.776 pacientes curados. Outros 860.796 pacientes estão em acompanhamento.

@plantaocaico 


Covid-19 : MPRN vai apurar casos de "fura fila" na vacinação


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) irá apurar todos os casos de fura fila na campanha de vacinação contra a Covid-19. De acordo com a Secretaria Estadual de saúde Pública (Sesap), a primeira fase da vacinação no Estado contempla apenas profissionais de saúde que estejam na linha de frente de combate ao coronavírus e ainda idosos residentes em instituições de longa permanência. Alguns planos municipais autorizam a vacinação de outros grupos de pessoas, o que será observado de forma individualizada pelo MPRN. Os casos de pessoas que receberam a vacinação mesmo sem se enquadrarem serão analisados individualmente para se investigar se houve o cometimento de crime ou ato de improbidade. O MPRN disponibiliza o Disque Denúncia 127 para o recebimento de denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada. 
#MinistérioPúblico - @plantaocaico 

Deputado diz que Paulo Guedes pode propor volta do auxílio emergencial


Candidato à presidência da Câmara, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) diz que o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve fazer uma proposta de nova rodada do auxílio emergencial neste início do ano. Segundo ele, cabe a Guedes e sua equipe apresentarem uma sugestão para que a volta do benefício seja feita dentro do teto de gastos, a regra que impede que as despesas cresçam em ritmo superior à inflação, com “responsabilidade fiscal”.

Para Baleia, a sinalização de que haverá a volta do auxílio foi dada pelo seu oponente na disputa pela presidência da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL) e candidato do Palácio do Planalto. “Quando Lira vem e copia o que eu falo, não acredito que ele tenha feito isso sem um comando do Palácio”, disse Baleia, que vem defendendo a concessão do auxílio.

Em entrevista ontem, Lira acenou com a possibilidade de prorrogação temporária do auxílio por um mês ou dois desde que “dentro de um novo Orçamento” e respeitando o teto de gastos. Ele deixou claro que isso tem de ser feito com o Orçamento aprovado. Ou seja, depois das eleições, marcadas para 1.º de fevereiro. “Para um mês ou dois, estabelecendo um valor compatível, eu penso que o governo possa fazer”, disse Arthur Lira.

O deputado afirmou que defende a criação de um novo programa social, mesmo que seja necessário um mês ou dois de “ajuste” com a volta do auxílio emergencial. Ele defendeu a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) emergencial, que prevê uma série de medidas de ajuste, principalmente cortes de gastos com servidores, para bancar a retomada do benefício.

Na disputa pela Câmara, Baleia Rossi defendeu primeiro a prorrogação do auxílio, antes de dezembro, o que acabou provocando estresse no mercado com o risco fiscal e críticas de Lira. Depois, Baleia fez ajustes no discurso reforçando a responsabilidade fiscal.

Segundo Baleia, não dá para fazer o auxílio sem mexer nas despesas. “Até o meu candidato adversário agora começou a falar, antes ele me criticava e agora começou a repetir o que falo, diante desse momento que estamos vivendo é fundamental buscar uma forma de financiamento para o auxílio”, disse.

Na área técnica do Ministério da Economia, a preocupação é com a dificuldade em encontrar espaço no Orçamento para fazer o ajuste. A avaliação é que não há espaço e que a pressão será mesmo pela edição de uma medida provisória (MP) com um crédito extraordinário. Segundo fontes, o atraso na vacinação e a piora da pandemia vai aumentar a pressão pela volta do auxílio emergencial vinda de fora do governo e do próprio Palácio do Planalto.

@plantaocaico 



Em prol dos artistas e desportistas de Caicó, vereador Mancuso pede ao prefeito retificação do novo decreto.

Nós sabemos que estamos vivendo um momento delicado, mas também é tempo de retomada da economia e da saída gradativa da pandemia - a vacina está aí para isso. 

Caicó vem passando por momentos difíceis (sanitária e economicamente), devemos nos preocupar com o aumento nos casos de COVID-19, que fez com que vários conterrâneos perdessem a vida, entretanto, não adianta medidas duras se faltam medicamentos, testagem e aferição de temperatura corporal em diversos locais da nossa cidade. 

A secretaria de saúde tem que ir a campo, trazendo medidas educativas e de fiscalização, pois só ficar na teoria não vai adiantar.

É necessária a sensibilidade municipal com os empresários, músicos, desportistas e tantos outros que precisam retomar seus projetos. 

Peço publicamente ao prefeito @drtadeu45 que retifique o novo decreto, corrija o rumo das medidas e permita a prática esportiva e o trabalho da classe artística, acompanhados do devido planejamento e precauções sanitárias, além das necessárias medidas fiscalizatórias, a fim de assegurar a eficácia das normativas. É possível compatibilizar esporte, classe artística e saúde!

#Mancuso
#Vereador
#Caico

‘Pixsexual’? Brasileiros usam PIX para paquerar e Banco Central se manifesta


Foto: NordWood Themes / Unsplash


Quando o quesito é criatividade, o brasileiro pode largar na frente de outros países. Exemplos que confirmam essa premissa vieram à tona recentemente, depois que algumas pessoas começaram a usar o PIX, novo sistema de pagamentos do Banco Central, para…paquerar.

A ferramenta foi lançada em novembro do ano passado com o objetivo de permitir transações financeiras entre usuários em tempo real e sem custos adicionais. No entanto, há usuários indo um pouco além e usando a plataforma como se fosse uma rede social.

Os flertes têm seguido a seguinte método: a pessoa envia uma quantia simbólica para a conta de quem está interessada e, no campo onde deveria escrever a identificação da transferência, acrescenta um flerte.

Um dos primeiros casos do tipo viralizou depois que um internauta fez um post contando que sua ex-namorada, bloqueada em todas as suas redes sociais, havia lhe enviado uma sequência de transferências pelo PIX, todas no valor de R$ 0,01, com pedidos para reatar o namoro.

Não demorou muito para que outras pessoas aderissem à ideia e compartilhassem suas chaves do PIX, pedindo que interessados lhe fizessem um “agrado” semelhante.

Outros foram ainda mais longe e deram um nome para isso: “pixsexual”, que virou sinônimo da brincadeira, e fez até o Banco Central se manifestar sobre o assunto.

O que o Banco Central tem a dizer

A autarquia garante que o único objetivo da ferramenta é dar mais agilidade às transações financeiras e ressalta: “o PIX é um meio de pagamento, não uma rede social”.

O BC acrescenta também que não há previsão legal para bloqueio de usuários específicos dentro do sistema. Contudo, para quem não quer ser incomodado com mensagens, indica que o usuário pode configurar o aplicativo do banco onde mantém a conta para não receber notificações de pagamentos.

Sobre quem compartilha suas chaves do PIX na internet, esperando receber uma transferência, a instituição alerta que a exposição vem com riscos, principalmente quando a chave cadastrada é o CPF ou número de telefone, que são dados sensíveis.

Já para a chave aleatória, que não inclui dados pessoais, a entidade garante ser seguro compartilhá-las, já que elas não dão acesso à conta, servindo apenas para receber o dinheiro.

CNN Brasil - BG - @plantaocaico 


Crise chega a Portugal que prevê o fim de oxigênio e leitos para Covid


                  (Foto: Getty Images)


Depois que o Brasil se tornou notícia no mundo inteiro por conta da crise da falta de oxigênio no Amazonas, agora Portugal já começou a emitir sinais de alerta que o gás também está perto do fim por lá. O Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou nesta terça-feira (19) que existem vários hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo que estão atualmente em situação crítica, sendo incapazes de assegurar a qualidade do atendimento dos doentes de Covid.

“A falta de meios humanos, de camas e até de oxigênio tem levado ao acúmulo dos doentes em macas, deixas na porta dos hospitais e nas ambulâncias. Temos conhecimento de que vários hospitais não conseguem fornecer oxigênio com a adequada pressão aos doentes, problema que tende a agravar-se nos próximos dias. Devido à falta de meios, em várias unidades, os critérios para atendimento e internamento tornaram-se mais restritivos, deixando de fora muitos doentes com dificuldade respiratória e com estados clínicos potencialmente em agravamento”, afirmou a nota oficial enviada à imprensa.

O país europeu tem vivido seu pior momento desde o início da pandemia, em fevereiro do ano passado, e os casos de infecção têm sido cada vez maiores a cada dia. De acordo com o site TVi24, há faltam de insumos e profissionais da saúde em alguns hospitais do país e os que já estão na linha de frente estão sobrecarregados de trabalho.

“A falta de camas para suprir ao grande número de urgências tem tido como resultado o acúmulo de doentes em macas, e até em cadeirões, em condições pouco dignas e que dificultam o trabalho dos profissionais de saúde, e que não garantem o distanciamento necessário para evitar mais contágios”, explicou o sindicato.

No dia 13 de janeiro, o governo de Portugal decretou o segundo lockdown para conter o aumento do número de casos do coronavírus no país. O comércio e os serviços não essenciais estão fechados e devem continuar assim até o fim de janeiro, quando a norma deve passar por uma reavaliação. A ordem é que todos voltem a trabalhar em sistema home office, tal como aconteceu em março e abril do ano passado.

O país lusitano tem batido recordes do número de casos diariamente e, ao todo, o país já registrou mais de 556 mil casos desde o início da pandemia e 9.028 mortos.

Marie Claire – Globo


Brasil registra 1.192 óbitos e 62 mil casos por COVID nas últimas 24h




O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (19):

O país registrou 1.192 óbitos nas últimas 24h, totalizando 211.491 mortes;

Foram 62.094 novos casos de coronavírus registrados, no total 8.573.864 pessoas já foram infectadas.

O número total de recuperados do coronavírus é 7.518.846, com o registro de mais 66.799 pacientes curados. Outros 843.527 pacientes estão em acompanhamento.

@plantaocaico