terça-feira, 11 de maio de 2021


A Secretária Municipal de Saúde de Caicó vem por meio deste divulgar o registro de 35 novos casos de COVID-19 nesta terça-feira (11)



Com relação aos casos de hoje, foram 15 homens e 20 mulheres.

Os casos residem.

05- Barra Nova;
01-Boa Passagem;
01- Castelo Branco;
04- Centro;
01- Itans;
01- Nova Descoberta;
08- Paraíba;
03- Paulo VI;
02- Penedo;
01- Recreio;
02- Samanau;
02- Soledade;
01- Vila Altiva;
02- Walfredo Gurgel;
01-  Zona Rural.
Deste 03 foram confirmado por TR e 32 foram confirmados por RT-PCR.
Informamos a recuperação de 21 pessoas da comunidade.

Comunicamos o 119° da cidade de Caicó-RN, ocorrido no dia 09 de Maio de 2021, no Hospital Regional do Seridó. Trata-se de um homem de 60 anos com comorbidade, residente no bairro Maynard.

▪️ @plantaocaico ▪️

Gusttavo Lima vende todos os seus shows de 2022 pelo valor de R$ 100 milhões

O embaixador Gusttavo Lima fechou uma parceria milionária com o fundo de investimentos Four Even que comprou toda a sua agenda (192 shows), para o ano de 2022. O valor do acordo é de R$ 100 milhões e o cantor já recebeu parte do valor.

O fundo contratou nomes como: Augusto Castro da MC3 Producoes, o empresário baiano Léo Goes e Bete dezembro de Manaus para administrarem os shows do embaixador.

▪️Léo Dias▪️@plantaocaico ▪️

Terceirizados do Hospital Walfredo Gurgel não recebem e vão protestar




Trabalhadores da área de higienização hospitalar, maqueiros, hotelaria e alimentação do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel estão em protesto na frente do hospital na manhã desta terça-feira (11). A classe reivindica os salários atrasados que não estão sendo repassados pelas empresas terceirizadas contratadas pelo Estado.

Além dos atrasos, muitos profissionais também relatam que estão com férias atrasadas. Até o momento, as empresas não deram nenhuma previsão de pagamento, que deveria ter sido efetuado do 5° dia útil do mês.

Sandoval Lopes, presidente do Sindicato das empresas Jaguaribe e da JMT, explicou que o retorno deve acontecer imediatamente após o pagamento. “Isso vem ocorrendo todo mês. Desde que tenha a garantia do pagamento, os trabalhadores retornam” explicou.

▪️Tribuna do Norte ▪️@plantaocaico ▪️


Fora Bolsonaro e Vacina já: é a campanha que está nas ruas de Caicó.

Durante a semana um carro de som está passando pelas ruas denunciando o descaso por parte do Governo Bolsonaro. O site Plantão Brasil aliado a um grupo de professores Petistas articularam esse movimento para alertar a população.  

Essa campanha é  fundamental neste momento, devido ao povo brasileiro estar desamparado pelo governo genocida de Bolsonaro, que não tem nenhuma ação visando políticas públicas que permita garantir as condições básicas de vida. 

▪️@plantaocaico ▪️


Homicídios aumentam 35% em Macaíba e disputa entre facções é investigada




Localizada geograficamente entre Natal, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante, a cidade de Macaíba tem virado palco de uma guerra criminosa que busca domínio territorial para o comando das ações criminosas na cidade e na região. O acirramento pela expansão das ações criminosas de duas facções resultou numa chacina que vitimou pelo menos seis pessoas e também no aumento do número de homicídios no município no primeiro quadrimestre de 2021. As motivações seguem sendo investigadas, mas uma das linhas exploradas aponta para uma possível vingança entre membros dos grupos. Foram pelo menos 38 homicídios em Macaíba neste ano, aumento de 35,7% em relação ao primeiro quadrimestre de 2020. A cidade está na contramão do Estado, onde foi registrada uma diminuição.

De acordo com o delegado de Macaíba, Cidorgeton Pinheiro da Silva, responsável pelas investigações na cidade desde março de 2019, as disputas por determinados territórios entre uma facção de atuação nacional (Primeiro Comando da Capital) e outra de atuação local (Sindicato do RN) têm gerado os conflitos criminosos. Segundo ele, um diferencial de Macaíba em relação aos outros municípios é o fato de que uma das lideranças nacionais do PCC é natural da cidade: Gilmar Pinheiro Feitoza, o Cigano, um dos braços direitos dos principais nomes da facção, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, atualmente preso numa unidade federal.

“Nosso problema hoje em Macaíba é a questão do domínio territorial. A facção de São Paulo, em alguns locais do RN, surgiu dentro dos presídios. A daqui de Macaíba não, ela tem ligação direta com os líderes lá de SP, porque um macaibense é vinculado ao líder maior dessa facção e em razão disso houve uma logística maior para os criminosos daqui”, comenta.

Segundo investigações do Minist ério Público de São Paulo, Gilmar Feitoza era um dos principais líderes da facção paulista. Ele foi preso pela Polícia Federal em março de 2016, numa ação que prendeu outras 28 pessoas e apreendeu meia tonelada de cocaína e 29 toneladas de maconha, além de armas e munições. Com a prisão dele, o irmão dele, Francisco Canindé, “Chico do PCC”, tinha em mãos uma lista de nomes de agentes públicos que deveriam a ser executados após a transferência de Marcola para uma penitenciária federal. No entanto, Chico foi morto em outubro de 2019, em contronto com a Polícia, mais especificamente com a Rota.
“Ficou uma pressão para que houvesse uma retaliação, assassinato de autoridades, agentes penitenciários. O Gilmar era o braço direito do Marcola nas ruas. Depois ele foi preso pela PF e estava incumbido de cobrar aos integrantes da rua para executar essas missões. Com a ida dele para o sistema federal, essa missão ficou a cargo do Francisco”, disse à época à TV Band o promotor Lincoln Gakiya, que atuava no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Segundo a Polícia Civil do RN, esse elo entre Gilmar e membros da facção paulista em Macaíba facilita um fenômeno de “intercâmbio” de criminosos do RN.

“Alguns, quando se destacam com reincidência de crimes, que sabem que estamos na iminência de pegá-los, vão para São Paulo, passam um tempo e voltam”, comenta. “Não é uma migração, é um refúgio, algo sazonal em razão da reincidência de crimes graves de uma determinada célula”, acrescenta.

Em Macaíba, há “zonas sensíveis” que comumente são alvos de troca de tiros e briga por expansão de territórios entre as facções. Segundo a Polícia Civil, os locais são Villar de Cima, Baixa, Vila São José, Residencial Campinas, Alfredo Mesquita, Morada da Fé e Mangabeira.

“Essa disputa territorial se dá para fins de tráfico de drogas. O que sustenta essas organizações criminosas é isso. É muito rentável, são quantidades virtuosas que circulam em Macaíba. A área rural é extensa, eles utilizam muitas granjas. Em razão da localização geográfica da cidade, ela permite que diversos ramos de criminosos venham para cá. Não é só tráfico. O maior desmanche de veículos do RN pegamos esse ano. Eram centenas de veículos aqui”, acrescenta Cidorgeton Pinheiro.

Na avaliação do delegado, o acirramento no combate entre as facções, que buscam poder, território e domínio sob o tráfico de drogas na região, além da localização geográfica da cidade, que fica na intersecção entre três grandes municípios da Grande Natal, fez crescer os índices de criminalidade em Macaíba.

“Atribuo a acentuação entre a rivalidade nas facções. A maioria das pessoas que está morrendo na cidade é ligada a facções criminosas e a rivalidade entre eles”, aponta. As brigas entre essas duas facções têm se tornado constante nos últimos anos em várias regiões da Grande Natal. Os combates são fruto de uma guerra que nasceu nos presídios, mais especificamente em 2017, na rebelião em Alcaçuz, quando 27 detentos foram assassinados na maior chacina da história do sistema penal do RN.

▪️ Tribuna do Norte ▪️@plantaocaico ▪️



Representação da AMSO é recebida na Confederação Nacional dos Municípios em Brasília


Com uma extensa agenda administrativa, prefeitos da região do Seridó, vinculados a Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental, estão em Brasília. O primeiro compromisso foi na Confederação Nacional dos Municípios, nesta segunda-feira (10). O presidente da AMSO, Fernando Bezerra, que é prefeito de Acari, ao lado dos prefeitos Cletson de Equador, Jane Maria de São Vicente, Dr. Tiago de Parelhas, foram recebidos pelo prefeito de Santana do Seridó, Hudson Pereira, que compõe a diretoria da CNM.
 
De acordo com Fernando Bezerra, assuntos importantes como Habitação, Educação, Assistência Social e Saúde, foram tratados nas reuniões técnicas.  A Confederação trabalha para auxiliar os gestores nas mais diferentes dificuldades que encontram em seus municípios.
 
“Passamos à tarde na sede da Confederação Nacional dos Municípios. Tivemos audiências importantes com a equipe técnica onde tratamos sobre assuntos específicos das cidades e da região do Seridó. Seguiremos com outras pautas ao longo dos próximos dias”, contou Fernando.
 
A atuação da Confederação Nacional de Municípios é voltada à representação político-institucional dos municípios junto ao Governo Federal e ao Congresso Nacional e ao fortalecimento da gestão municipal.

▪️ @plantaocaico ▪️