segunda-feira, 16 de agosto de 2021


Caicó registra menor número casos de Covid em acompanhamento desde o ano passado: 78 pessoas e somente um caicoense internado no Hospital Regional


🙌 Esta segunda-feira, 16, termina com um registro animador no combate à Covid-19: o município de Caicó registrou 78 casos em acompanhamento, o menor desde o ano passado. 

Segundo dados do Boletim da Secretaria Municipal de Saúde, o último registro aconteceu no dia 03 de junho de 2020, com 98 casos naquela ocasião.

“Isso representa a diminuição do número de casos em consequência da progressão da vacinação no município, que atinge a população acima de 25 anos” avalia o enfermeiro Mércio Araújo, técnico da SMS.

“Outro dado relevante é que só tem um caicoense internado com Covid-19 no Hospital Regional do Seridó”, observa Mércio e completa: “esses dados colaboram para afirmar a queda na curva epidemiológica de casos positivos para COVID-19 e reforça o trabalho incessante da equipe da Secretaria Municipal de saúde na busca por estratégias de enfrentamento da Covid-19”.

É necessário ressaltar a importância de permanecer com os cuidados preventivos tendo em vista a variante Delta, que já circula no Brasil, e que pode ocasionar uma nova onda da pandemia da Covid-19, caso esses cuidados sejam deixados de lado.

▶️ @plantaocaico 

Cosern desativa "gato" de energia em restaurante no Centro de Caicó e proprietário é conduzido à delegacia

😼 Equipes técnicas da Cosern, com apoio das polícias Civil e Militar, desativaram ligações clandestinas de energia (o popular “gato”) em um restaurante no Centro de Caicó além de uma pousada na praia de Pipa, de Tibau, na Costa Branca na última sexta-feira (13).

Os estabelecimentos desviavam energia por meio de fraudes nos medidores. Nos casos de Caicó e de Tibau, os responsáveis pelas fraudes foram conduzidos pela polícia para prestar depoimento das delegacias dos respectivos municípios.

O gato de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a oito anos de reclusão. Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode causar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

▶️ @plantaocaico