Arrecadação do Rio Grande do Norte apresenta aumento de 17% em março

abril 17, 2022


💰 A arrecadação dos impostos que compõem as receitas próprias estaduais voltou a registrar aumento significativo. Em março, o Rio Grande do Norte arrecadou um total de R$ 633 milhões, volume que representa um crescimento de 17% em relação ao mesmo período de 2021, quando o RN contabilizou uma arrecadação de R$ 540 milhões. O maior responsável pelo aumento no total de receitas no terceiro mês de 2022 foi o O Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), que atingiu ao patamar de R$ 591 milhões recolhidos. Com isso, a arrecadação acumulada no primeiro trimestre o ano já chega perto de R$ 1,9 bilhão.

O recolhimento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) também voltou a crescer em março, com alta de 17,6% em relação ao segundo mês de 2021, totalizando R$ 40 milhões recolhidos. Esse quantitativo somado às receitas geradas pelo recolhimento do Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ICTD), juntamente com o ICMS, fecha a arrecadação total do RN no período: R$ 633 milhões.

Segundo o informativo da Fazenda Estadual, as vendas registradas nos estabelecimentos potiguares chegaram a um volume superior a R$ 12,3 bilhões - R$ 1,7 bilhão a mais que o movimentado no mês anterior. Isso equivale a uma média diária de R$ 399,3 milhões. Em março, foram realizadas pelas empresas do RN mais de 1,07 milhão de transações por dia.

O setor que obteve o maior volume de vendas no mês passado foi o comércio varejista, que acumulou um faturamento médio diário de R$ 97 milhões – foram média mais de 29,6 milhões de vendas a cada dia -, seguido do atacado, cujo valor médio de vendas foi de R$ 68,8 milhões por dia. O setor de combustíveis registrou um volume médio de vendas em março da ordem de R$ 63,1 milhões diários.

➡️ @plantaocaico 

Leia Também...

0 Comments