Aviões usados que FAB comprará da Azul serão postos de abastecimento no ar

abril 14, 2022

✈ A FAB (Força Aérea Brasileira) bateu o martelo na semana passada sobre a compra de dois novos aviões que serão convertidos em modelos multimissão. Uma das tarefas será reabastecer outros aviões durante o voo. A licitação promovida pela Aeronáutica foi vencida pela companhia aérea brasileira Azul, que irá fornecer dois Airbus A330-200 para serem transformados na versão militar ao preço de US$ 80,581 milhões (R$ 378 milhões).

Batizada de MRTT, da sigla em inglês Multirole Tanker Transport (avião multimissão de transporte e reabastecimento em voo, em tradução livre), essa adaptação permite ao A330 cumprir diversas funções militares restritas a poucos modelos mundo afora.

Uma das exigências da FAB para os A330 é que sua data de fabricação seja posterior a 1º de janeiro de 2014, além da capacidade de serem convertidas para o modelo militar em si. Eles deverão ser utilizados até 2054, com uma média de 1.200 horas de voo ao ano até lá.

Como o avião não será novo, é exigido que ele tenha realizado até 4.200 ciclos (que consiste em uma decolagem e um pouso cada) e não tenha ultrapassado as 28 mil horas de voo.

➡️ A conversão ⬇️

A posterior conversão dos A330 deverá ser feita na fábrica da Airbus em Getafe (Espanha). Embora os termos ainda não sejam públicos, ali deverão ser instalados os sistemas de reabastecimento em voo, que permitirão a outros aviões continuarem voando sem precisar pousar.

O interior também receberá os sistemas para esse mecanismo de reabastecimento e tanques extras para levar combustível.

O interior ainda poderá ser adaptado para o transporte de passageiros e tropas, junto a outros sistemas para o transporte de cargas.


No processo de conversão, o avião é desmontado e são instalados novos sistemas elétricos, reforços e outros mecanismos, de acordo com o acordo realizado entre as partes.

➡️ @plantaocaico 


Leia Também...

0 Comments