Com ondas artificiais, clube de surfe no Morumbi, em São Paulo, terá assinatura de R$ 800 mil

abril 06, 2022


🏄Os aficionados por surfe que moram na capital paulista não têm muita opção: se querem praticar o esporte, precisam colocar na conta o tempo de deslocamento até as praias, com o risco de pegar engarrafamento na volta. Mas a JHSF, incorporadora voltada à altíssima renda, planeja mudar essa realidade a partir de 2023. Para isso, a empresa vai construir uma piscina com ondas na região do Morumbi, bem perto da Ponte Estaiada, um dos cartões portais da cidade.

O “piscinão”, porém, não será acessível para qualquer tipo de surfista: a empresa anunciou nessa semana um modelo de associação para os interessados, que segue padrão semelhante a um clube. Quem quiser se tornar membro e ter acesso ao espaço precisará pagar R$ 800 mil. Os associados também precisarão pagar uma taxa de manutenção de R$ 21 mil por ano. As vagas serão limitadas, por ora, a 200 membros.

O projeto da JHSF não é o primeiro de alto padrão voltado aos praticantes do surfe. Um condomínio residencial da KSM em Itupeva (foto), município no interior de São Paulo, recebeu uma praia artificial, capaz de produzir diferentes tipos de ondas.

➡️ Felipe Rau/Estadão
➡️ @plantaocaico 

Leia Também...

0 Comments